terça-feira, 27 de julho de 2010

IX Feira da Música de Fortaleza acontecerá em Agosto no Centro Dragão do Mar

Palco Brasil Independente na Feira 2009  - Jacques Antunes

Pela primeira vez, a Feira da Música de Fortaleza concentra toda a programação do evento no Centro Dragão do Mar e entorno. Shows, palestras, oficinas, rodada de negócios, exposição de estandes, dentre outras atividades desta IX edição serão distribuídas pelos espaços do centro cultural. A Feira ocorre de 18 a 21 de agosto

A IX Feira da Música de Fortaleza (CE) acontecerá de 18 a 21 de agosto com toda a programação distribuída pelos espaços do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Pela primeira vez, a Feira – evento pioneiro no setor de música e negócios – ocupa o centro cultural com outras atividades além dos shows. Agora, oficinas, palestras, workshops, a rodada de negócios, a exposição de estandes, dentre outras divisões da programação do evento, estarão concentradas entre os limites do Dragão e de seu entorno, na Praia de Iracema.

Com a nova distribuição, a Feira aproxima arte e reflexão. A Mostra de Música Independente trará uma programação com 52 atrações – entre artistas de estados como Pernambuco, Rio Grande do Norte, São Paulo, Bahia, Amapá e Rio de Janeiro - divididas em palcos espalhados pelo Dragão, a exemplo do que ocorreu em anos anteriores. Já o Encontro Internacional da Música – reunindo oficinas, palestras e workshops – estréia no espaço do centro cultural este ano, estendendo as atividades para o Sesc Senac Iracema.

Para a edição 2010, a Feira da Música recebeu o número recorde de 841 inscrições de artistas para a programação de shows. Deste total, 297 foram de Fortaleza, através do processo seletivo realizado em três etapas durante a III Mostra Petrúcio Maia no último mês de maio. Outras 544 inscrições vieram do interior do Ceará, dos demais estados do Brasil e ainda de países como Argentina, Bolívia, Uruguai e Haiti.

Com a seletiva inserida na programação da Mostra, a organização da Feira começou a empreender uma série de ações prévias à nona edição que culminou na realização do Entrepontos – seqüência de encontros em quatro cidades do interior do Ceará, programada de 30 de junho a 7 de agosto de 2010, promovendo a capacitação em negócios da música.

Este ano, a organização da Feira da Música ainda sinaliza para novos focos de atuação, com “um olhar para o Nordeste” e “outro para a América Latina”. Ambas as visões têm a perspectiva de articulações para a integração do mercado da música a nível regional e continental, respectivamente. Endossando a idéia, a Feira sediará o Congresso Fora do Eixo Nordeste e receberá convidados que representam o diálogo entre o mercado nacional e o latino.

A Feira é uma realização da Associação dos Produtores de Discos do Ceará (ProDisc) em parceria com o Sebrae (CE). Em 2010 conta com a promoção da Prefeitura de Fortaleza, patrocínio do Banco do Nordeste e BNDES, incentivo do Sistema Estadual de Cultura e apoio cultural do Ministério da Cultura.

Histórico - Consolidada como um dos maiores encontros de música e negócios do Brasil, a Feira da Música de Fortaleza entra na expectativa para a realização de sua nona edição com o respaldo das edições anteriores. A Feira acontece desde 2002 e, em 2009, reuniu mais de 40 mil visitantes, foi sede de um encontro importante para a fundação da Rede Música Brasil (RMB), implantou a moeda complementar “Patativa” na recepção dos convidados – sinalizando com a forte tendência de se trabalhar a cadeia produtiva da música à base da economia solidária.

Serviço – IX Feira da Música de Fortaleza (CE). De 18 a 21 de agosto, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (Praia de Iracema). A programação terá início todos os dias a partir das 15h. Acesso gratuito. Info.: (85) 3262.5011 – www.feiradamusica.com.br

Programação musical e audiovisual da ROJO®NOVA agita próximas semanas do festival

Para comemorar seus 40 anos, o MIS – Museu da Imagem e do Som uniu forças com a ROJO®. Apostando na efervescência cultural da cidade, o Museu acolhe o novo projeto da ROJO® em São Paulo - a ROJO®NOVA - Cultura Contemporânea, uma mostra multidimensional de cultura contemporânea. A mostra, que ocupa os espaços Expositivo e Redondo do Museu e também realizará ações no Auditório MIS, nas escadas, no lounge, entre outros, segue até o dia 15 de agosto de 2010.

Além disso, a partir do dia 22 de julho, o Auditório do MIS será palco de uma série de apresentações especiais de shows, que também poderão ser conferidos, de 12 a 14 de agosto, no Sesc Pompeia (veja a programação completa abaixo).

Com um line-up de artistas de vanguarda, muitos deles pela primeira vez no Brasil, os shows unem música e cinema ao vivo. As apresentações serão antecedidas por sessões de vídeo gratuitas.
A programação musical e de cinema segue o mesmo conceito colaborativo do evento: sob a curadoria de David Quiles Guilló, um grupo musical é convidado, a cada noite, a se apresentar ao lado de um artista visual, criando shows híbridos de música, cinema e arte visual. O grupo britânico de folk experimental Tunng, por exemplo, se apresentará com o artista de arte visual Cesar Pesquera, enquanto o experimentalismo musical do Objeto Amarelo se encontrará com a arte tecnológica de Robert Seidel. Fuck Buttons, Chicks On Speed, B.Fleischmann, Sin Fang Bous, Max Hattler, entre outros, completam as atrações.

Com apenas 170 lugares por noite, os ingressos são válidos para todas as atrações do auditório do MIS no dia e já podem ser adquiridos na bilheteria do Museu. Além disso, para que o público possa acompanhar todo o desenvolvimento da exposição artística, os visitantes podem adquirir o PASSE 40, um ingresso diferenciado que permite visitação ilimitada à mostra. O PASSE 40 pode ser comprado na recepção do MIS pelo preço fixo de R$ 12,00 [inteira] e R$ 6,00 [meia] e dá direito a todos os eventos de artes plásticas e performances que acontecem em vários espaços diariamente no MIS.

Programação Auditório MIS:
22 de julho, quinta-feira: ABSOLUT Creations
17h: ®NOVA Alfa: Sessões audiovisuais (Ingressos gratuitos com retirada a partir das 16h)
19h30: 310k (Holanda): Live Cinema
20h30: B.Fleischmann (Áustria) + 310k (Holanda): Música +Visuais
* (ingressos live cinema + música + visuais: R$ 80,00 e R$ 40 para estudantes)

23 de julho, sexta-feira:
18h: ®NOVA Beta: Sessões audiovisuais (Ingressos gratuitos com retirada a partir das 17h)
19h30: 310k (Holanda) vs Quayola (Itália): Live Cinema
20h30: Modern Witch (EUA): Música +Visuais
* (ingressos live cinema + música + visuais: R$ 80,00 e R$ 40 para estudantes)

24 de julho, sábado:
18h30: Advanced Beauty: Sessão de vídeo
19h30: Quayola (Itália) - Live Cinema
20h30: B.Fleischmann (Áustria) + Quayola (Itália): Música +Visuais
* (ingressos live cinema + música + visuais: R$ 80,00 e R$ 40 para estudantes)

29 de julho, quinta-feira:
18h30: Dreaming with Open Eyes #1: Sessões audiovisuais (Ingressos gratuitos com retirada a partir das 17h30)
19h30: M.Takara3 (Brasil): Música
20h30: Tunng (Reino Unido) + Cesar Pesquera (Espanha): Música +Visuais
* (ingressos live cinema + música + visuais: R$ 80,00 e R$ 40 para estudantes)

30 de julho, sexta-feira: ABSOLUT Creations
19h30 & 20h30: Spike Jonze's I'M HERE (EUA): Sessão vitaminada de cinema
* (ingressos R$ 10,00 e R$ 5 para estudantes para cada sessão)

31 de julho, sábado:
18h30: Outside de James Roper (Reino Unido) Circle One de Cesar Pesquera (Espanha): Sessão de cinema (Ingressos gratuitos com retirada a partir das 17h30)
19h30: Hans Appelqvist (Suécia): Música
20h30: Tunng (Reino Unido) + Cesar Pesquera (Espanha): Música +Visuais
* (ingressos live cinema + música + visuais: R$ 80,00 e R$ 40 para estudantes)

05 de agosto, quinta-feira: ABSOLUT Creations
18h30: Dreaming with Open Eyes #2: Sessões audiovisuais (Ingressos gratuitos com retirada a partir das 17h30)
19h30: Sóley (Islândia): Música
20h30: Sin Fang Bous (Islândia): Música
* (ingressos live cinema + música: R$ 80,00 e R$ 40 para estudantes)

06 de agosto, sexta-feira:
19h: ®NOVA Gamma: Sessões audiovisuais (Ingressos gratuitos com retirada a partir das 18h)
19h30: Cesar Pesquera (Espanha) + Isan Sounds (Reino Unido): Live Cinema
20h30: Isan (Reino Unido) + Javier Longobardo (Espanha): Música +Visuais
* (ingressos live cinema + música: R$ 80,00 e R$ 40 para estudantes)

07 de agosto, sábado:
18h30: Kill The Ego de Rostarr (EUA): Sessão de cinema (Ingressos gratuitos com retirada a partir das 17h30)
19h30: Sóley (Islândia): Música
20h30: Sin Fang Bous (Islândia): Música
* (ingressos live cinema + música: R$ 80,00 e R$ 40 para estudantes)

12 de agosto, quinta-feira: ABSOLUT Creations
18h30: Slither por Jeffers Egan: Sessões de cinema (Ingressos gratuitos com retirada a partir das 17h30)
19h30: Ryoichi Kurokawa (Japão): Live Cinema
20h30: Fuck Buttons (Reino Unido): Música
* (ingressos live cinema + música: R$ 80,00 e R$ 40 para estudantes)

13 de agosto, sexta-feira
19h30: Robert Seidel + Heiko Tippelt (Alemanha): Música + Visuais
20h: ®NOVA Delta: Sessões audiovisuais (Ingressos gratuitos com retirada a partir das 19h)
20h30: Max Hattler (Alemanha) + Noriko Okaku (Japão): Live Cinema
* (ingressos live cinema + música + visuais: R$ 80,00 e R$ 40 para estudantes)

14 de agosto, sábado
18h30: Robert Seidel + Heiko Tippelt (Alemanha): Música + Visuais (Ingressos gratuitos com retirada a partir das 17h30)
19h30: Objeto Amarelo (Brasil) + Yoshi Sodeoka (USA) com reprodução de Robert Seidel (Alemanha): Música + Visuais
20h30: Ryoichi Kurokawa (Japão): Live Cinema
* (ingressos live cinema + música + visuais: R$ 80,00 e R$ 40 para estudantes)

15 de agosto, domingo
17h30 às 21h: Lançamento do catálogo/revista ROJO®NOVA (entrada gratuita).

Programação SESC Pompeia
12 de agosto, quinta-feira: na Choperia SESC Pompeia
21h: Ljudbilden & Piloten (Suécia)
22h: Bradien (Espanha)
23h: Vidderna (Suécia)
* (ingressos R$ 20,00, R$ 10 estudantes e R$ 5 trabalhadores do comércio)

13 de agosto, sexta-feira: na Choperia SESC Pompeia
21h: Fibla (Espanha)
22h: bRUNA(Espanha)
23h: Chicks on Speed (Alemanha)
* (ingressos R$ 20,00, R$ 10 estudantes e R$ 5 trabalhadores do comércio)

14 de agosto, sábado: na Choperia SESC Pompeia
21h30: Roll the Dice (Suécia)
22h30: NOIA (Canadá)
23h30: Fuck Buttons (EUA)
* (ingressos R$ 20,00, R$ 10 estudantes e R$ 5 trabalhadores do comércio)
Você também pode ver imagens e mais algumas informações no site da exposição: http://www.rojo-nova.com.

Mais sobre o ROJO®NOVA
ROJO®NOVA é uma mostra em construção em que o processo criativo é evidenciado em um constante work in progress, gerando uma combinação de arte visual, experimentalismo, técnicas contemporâneas, recursos tecnológicos e arrebatamento.
A mostra ROJO®NOVA - Cultura Contemporânea é composta por vários ingredientes. Cada um desses componentes e sua interatividade são representados em múltiplas dimensões. Da ilustração feita à mão à arte digital, da imagem em movimento à convergência multimídia, da transgressão de limites e formatos ao improviso ao vivo.
Além da parceria com o MIS, a ROJO® também conta com a parceria da Art Unlimited para montar a ROJO®NOVA no Brasil e com o patrocínio da vodka sueca Absolut.

Sobre a ROJO®
Com a ideia inicial de oferecer um espaço para jovens artistas divulgarem seus trabalhos, mas sem as imposições conhecidas pelo mercado, David Quiles Guilló fundou a ROJO® em 2001, em Barcelona. Nove anos depois, a ROJO® é uma das organizações culturais mais ativas do panorama artístico mundial, que de forma visionária, gerencia e fomenta uma rede cultural e criativa, dedicada exclusivamente a promoção da arte e criatividade.
Indo muito além do conceito clássico de expansão para gerar lucros, a ROJO® desenvolveu uma forma inovadora de figurar no fechado mercado da arte. Com um website que recebe dois milhões de visitas mensais, salas de exposições em 28 países diferentes; e contando com a distribuição de sua revista em 40 países, a ROJO® possui mais de 1000 artistas internacionais e nacionais associados de forma independente, sem contratos e termos de exclusividade, baseando-se em um formato de colaboração que valoriza a criação através da arte, acima dos moldes convencionais.
Sempre focando em novos formatos para divulgar a arte de forma positiva e construtiva, a ROJO® desenvolve e coordena eventos colaborativos; apresenta exposições na sua rede de galerias ®artspace e via TV online e DVD. Além disso, publica uma série de livros monográficos de arte por jovens artistas; e, por fim, mas não por último, segue elaborando e distribuindo em mais de 40 países, a única e exclusiva revista de arte composta inteiramente de contribuições artísticas inéditas, aberta à participação de todos e distribuída em livrarias e revistarias ao redor de todo o mundo: a ROJO® Magazine.

serviço

ROJO®NOVA - Cultura Contemporânea | abertura: 1º de julho, às 19h, nos Espaços Redondo e Expositivo | visitação: 01 de julho a 15 de agosto de 2010 |
Terça a sábado, das 12h às 19h; domingo e feriado, das 11h às 18h. No Espaço Expositivo e Espaço Redondo. Ingresso R$4 e R$2 (estudantes); PASSE 40 (visitação ilimitada): R$ 12,00 e R$ 6,00 (estudantes); gratuito para maiores de 65 anos e aos domingos.
Classificação etária: livre.
Ingresso para programação diária de música e live cinema: R$ 80 e R$ 40 (estudantes). Sessões warm up: grátis.
Mais informações: www.rojo-nova.com

Museu da Imagem e do Som MIS
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo | (11) 2117 4777 | www.mis-sp.org.br
Estacionamento cobrado: R$ 7. Acesso e elevador para cadeirantes. Ar condicionado.

Prorrogadas as inscrições para participar do 4º GRC Quality Music

Até dia 28 de julho, bandas e artistas solo poderão se inscrever para participar do 4º GRC Quality Music, um dos maiores festivais que incentiva a música independente brasileira. O evento será realizado dia 31 de julho, sábado, a partir das 9h30, na Sociedade Amigos de Casa Verde (SP).

Inscrições e outras informações, no site www.grcmusic.net/4premio/
TERCEIRA EDIÇÃO DO CD GRC ROCK É LANÇADO NA INTERNET
CD GRC Rock VOL3, com bandas que participaram da edição passada, está disponível para audição: www.tramavirtual.com.br/grcrock . A capa mais uma vez foi feita pelo competente cartunista Marcio Baraldi, vencedor de vários prêmios consagrados, entre eles: Vladimir Herzog e Angelo Agostini (dez consecutivos). O lançamento do CD físico será dia 31 de julho, no dia do evento.


Sobre GRC Music e X Quality Produções

Há seis anos a GRC Music Produções, sob a coordenação do Diretor musical Eduardo Prata, atua em vários seguimentos musicais em todo o país: cursos, workshops, palestras, realização de eventos musicais. O principal diferencial da produtora é divulgar e incentivar trabalhos de músicos independentes. Em 2005, visando fortalecer e consolidar o cenário underground nacional, foi criado o “Prêmio GRC Music” que passou por três bem sucedidas edições e foi sucesso absoluto em todas suas realizações. Desde o início das atividades a produtora vem fechando inúmeras e importantes parcerias musicais que ajudam a fortalecer ainda mais o cenário independente da música, uma delas foi em 2007 com o renomado Produtor Musical Carlinhos Borba Gato, proprietário do Estúdio/Selo Musical X Quality (SP), detentor de vários Discos de Ouro, vencedor do prêmio TIM de Música, produtor musical de mais de 300 discos - entre independentes e gravadoras multinacionais, compositor de várias músicas de sucesso nacional. Essa dupla de profissionais, Eduardo Prata (GRC Music) e Carlinhos Borba Gato (X Quality), fizeram a junção das marcas GRC e Quality dando origem ao Prêmio GRC Quality Music que em continuidade a premiação chega nesse ano a sua 4ª edição.

No dia 30 de julho de 2010 será um dia especial que ficará marcado pra sempre na história da produtora paulistana GRC Music e X Quality Produções, pois entre as inúmeras e importantes parcerias que vem fechando ao longo de sua existência, uma delas é a de reunir todos os selecionados a receberem o troféu GRC Quality Music, na Assembléia Legislativa de São Paulo, em Ato Solene com a presença do Deputado Estadual Carlos Gianazzi - que muito vem contribuindo para o direito ao livre exercício da profissão de músico em São Paulo e em todo o país.

Twitter: www.twitter.com/grcmusic

Serviço:

Ato Solene
30 de julho – sexta – das 13h às 15h
Local: Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo - Auditório Franco Montoro (Av. Pedro Álvares Cabral, 201 - Ibirapuera SP/SP)
Censura Livre, Entrada grátis, Capacidade 350 lugares
********************

4º Prêmio GRC Quality Music 2010
A maior premiação da música independente

Lançamento CD GRC Rock Vol III – Diversidade Musical e apresentações das bandas concorrentes ao Prêmio GRC Quality Music

31 de julho – sábado – das 9h30 às 23h

Local: Sociedade Amigos de Casa Verde (Rua Dr. César Castiglioni Jr, 577, São Paulo/SP).

Ingressos: R$ 10,00 (vendas no local)

Outras informações: (11) 3858-5095 / www.grcmusic.net/4premio

Censura: 14 anos
Capacidade do local: 500 pessoas
Abertura do local: (9h30 da manhã exclusivo para bandas e artistas), (público em geral a partir das 20h30)
Duração do evento: 15 horas
Estacionamento: nas proximidades / sem convênios
Área para fumantes: sim
Acesso para deficientes: sim
Ar condicionado: não
Forma de Pagamento: não aceita cartões ou cheques

Realização:
GRC Music (www.grcmusic.net )
X Quality (www.estudiosxquality.com.br )

Apoio:
Korokru www.korokru.com
Mundo Rock Assessoria de Imprensa www.mundorock.com.br/assessoria.html
Marcio Baraldi www.marciobaraldi.com.br

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Homenagem: Banda DiClock grava nova versão do Hino Oficial do Peixe



O Santos Futebol Clube acaba de receber uma homenagem especial da banda santista de pop rock DiClock. O grupo gravou um videoclipe com uma nova versão do hino oficial do Peixe, com cenas exclusivas dos jogadores e do grupo no estúdio de gravação. Clique e assista ao vídeo no canal da Santos TV no YouTube.
Alguns torcedores do Peixe puderam conferir em primeira mão o trabalho da DiClock durante o intervalo do confronto entre Santos FC e Grêmio, válido pelas semifinais da Copa do Brasil, no dia 19 de maio, no placar multimídia da Vila Belmiro.
Os jogadores do Peixe também conheceram o trabalho da banda na festa de comemoração do título estadual, realizada na Capital Disco, após a conquista do 18º título Paulista. "Poder estar presente no gramado, dar a volta olímpica junto com os Meninos da Vila e finalizar a noite fazendo um show exclusivo para eles é uma experiência que nunca vou esquecer na minha vida", disse o vocalista Dudu.

A banda
Originalmente formada em 2008, a DiClock conta com Dudu (vocais), Felipe BMag e Bryan Lemos (guitarras), Wesdla Santos (teclados), Rodrigo Girão (baixo) e Gui Papini (bateria).
A música "O que eu fiz", neste ano, emplacou entre as mais pedidas da Rádio Rock - 98 FM, de Santos (SP). Atualmente, a DiClock prepara o lançamento de seu primeiro CD independente.
Para ouvir o som da DiClock acesse: www.palcomp3.com/diclock.
Acompanhe o Santos FC nas mídias sociais:
Youtube: www.youtube.com/santostvoficial
Flickr: www.flickr.com/santosfc | www.flickr.com/sereiasdavila
Twitter: @santosfc | @santosfcaovivo | @sereiasdavila

» Links Oficiais:
Site (em construção!): www.diclock.com
MySpace (em construção!): www.myspace.com/diclock
Palco MP3: www.palcomp3.com/diclock
YouTube: www.youtube.com/diclock
Twitter: www.twitter.com/diclock
Perfil Orkut¹: www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=4133327671680435637
Perfil Orkut²: www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=15725255645791756322
Perfil Orkut³: www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=7651985724889189564
Comunidade Orkut: www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?rl=cpp&cmm=91205140

Brasil em Chile – Chile en Brasil Festival

Intercâmbio entre artistas brasileiros e chilenos fortalece a relação entre os dois países e aproxima
produção, difusão e formação

O Brasil em Chile – Chile en Brasil Festival é uma criação que favorece a divulgação do Brasil no exterior e a cooperação cultural com países do Mercosul. Propõe, aos artistas e público do Chile e do Brasil, a troca de expressões em Dança, Teatro, Música, Cinema e Artes Plásticas. Em julho de 2010, nas cidades de Fortaleza e Santiago.

O Brasil em Chile – Chile en Brasil Festival é um projeto que surge da necessidade já tão evidenciada da circulação de espetáculos artísticos, como forma de disseminar manifestações culturais entre diferentes públicos. Quando essa circulação se dá através da interação entre dois países da América Latina, destaca-se a importância da afirmação e da diversidade cultural dentro de um continente tão apartado pelo culto desenfreado por fórmulas norte-americanas ou europeias.

Investindo nesse intercâmbio cultural, a iniciativa fomenta e oferece visibilidade à produção local dos dois países envolvidos, fortalecendo os processos colaborativos de criação nacional e internacional e gerando troca de conhecimentos e práticas entre artista e públicos.

Por uma semana em cada cidade, o projeto prevê a apresentação de trabalhos de artistas brasileiros na cidade de Santiago, no Chile, e de artistas chilenos na cidade de Fortaleza, no Brasil. Programações que enfocam cinco linguagens artísticas: exposições de Artes Visuais, espetáculos de Teatro, espetáculos de Dança, Mostras de Cinema e sessões de Música. Além dos espetáculos, as programações oferecem residências artísticas e oficinas que estimulam a interação entre artistas locais e convidados e resultam também na formação de plateia.

Com apoio financeiro da Diretoria de Relações Internacionais do Ministério da Cultura (D.R.I./MinC), do Banco do Nordeste do Brasil e do SESC Ceará, o projeto Brasil em Chile – Chile en Brasil Festival direciona a atenção para a arte contemporânea, produzida nos centros urbanos de Fortaleza e Santiago. Traz novos ares para a cena nacional e internacional, pois configura-se como uma possibilidade concreta de avanço na intenção de estabelecer parcerias colaborativas com países do Mercosul.

Nesse sentido, além de apresentarem seus trabalhos, os grupos artísticos participantes serão envolvidos em diversas atividades no contexto cultural local, como visitas a espaços culturais, debates e encontros com realizadores, inaugurando relações para potenciais desdobramentos.

Participação do Público

Apostando na participação da juventude, o projeto Brasil em Chile – Chile en Brasil Festival estima alcançar aproximadamente 20.000 pessoas nas duas cidades, atraindo um público diversificado, sobretudo considerando que todas as ações, em ambos os países, serão gratuitas. Como frisa o idealizador do projeto Paulo Vitor Gomes Feitosa, diretor da Quitanda das Artes, “garantir acessibilidade a todos os tipos de público é favorecer à população a fruição cultural, a participação nos acontecimentos da cidade e ao mesmo gerar novas referências estéticas nos públicos mais variados”.

O empreendimento ainda buscará a mobilização de escolas públicas e privadas, aproximando das atividades escolares a rica programação cultural ofertada pelo intercâmbio. Além disso, procurará manter fiel o público já acostumado às programações culturais, dentre eles artistas, produtores culturais, universitários, gestores públicos, professores acadêmicos, intelectuais, comunicadores.


Período de Realização
Fortaleza (Brasil): 27 a 30 de Julho de 2010

Artistas Brasileiros na programação:

Artes Plásticas: Milena Travassos (CE), com a exposição Sala de Jejum
Cinema: Alexandre Veras (CE), como curador da Mostra Brasil – Corpo Imagem
Dança: Cia. Dita (CE), com o espetáculo De-Vir
Música: Di Freitas (CE), com o recital musical Rabecas e Cabaças
Música: Grupo Feito em Casa (CE), com o show musical Tempo de Amor
Teatro: Cia. do Meu Tio (BA), com o espetáculo O Sapato do Meu Tio


Artistas Chilenos na programação:

Artes Plásticas: Brisa MP e Yto Aranda, com a instalação interativa Umbraltech
Cinema: Álvaro de la Barra, como curadora da Mostra Chile
Dança: Cía. de Papel, com o espetáculo Pies Pa’ Volar
Música: DJ Paula Wapsas, com Chile in up live
Teatro: Tryo Teatro Banda, com o espetáculo Pedro de Valdívia – La Gesta Inconclusa
Teatro: Oscar Zimmermann, com o espetáculo Viaje
Teatro: Cia. Teatro La Carcajada, com o espetáculo Chejoviando

Brasil em Chile – Chile en Brasil Festival
Santiago (Chile): 07 a 10 de Julho de 2010
Fortaleza (Brasil): 27 a 30 de Julho de 2010
programações gratuitas
web: brasilchile.com

Tambores do Brasil invadem o CEU Alvarenga

Um mergulho nas raízes do Brasil, em oficinas de dança e música, vem sendo realizado no Centro Educacional Unificado (CEU) Alvarenga, na zona Sul, desde 2008. E é com muito samba de roda, ciranda e maculelê que crianças e jovens de 6 a 18 anos se unem neste final de semana para os shows da banda Batuque Arte. Eles apresentarão o espetáculo Tambores do Brasil na noite de sábado, dia 24, e domingo, dia 25, mostrando ao público todos os sons e sentidos trabalhados nas aulas sobre a cultura brasileira.

O grupo nascido no CEU programou uma apresentação especial que mostrará, por meio da arte, todas as formas de convívio social, independentemente de raça, religião, classe ou etnia. Hoje, o projeto conta com mais de 230 integrantes que se apresentam por toda a cidade no intuito de mostrar aos paulistanos o que crianças e adolescentes da comunidade de Pedreira aprendem em suas aulas de percussão, canto e danças populares.

A banda já se apresentou nos palcos do Credicard Hall, 28ª Bienal de Artes de São Paulo, Parque do Anhembi, Teatro Bibi Ferreira, 23º Congresso Internacional da International Society for the Performing Arts, CEUs e Centros Culturais. Após dois anos de trabalho, o projeto está sendo multiplicado e levado para ONGs da região. As oficinas de percussão, canto, dança e harmonia são desenvolvidas em três pólos: no CEU Alvarenga (Pedreira), na Associação Casa dos Curumins (Balneário São Francisco) e na Associação Lar Maria e Sininha (Jardim Mata Virgem). As aulas são dadas aos sábados e domingos, das 13h às 16h.


Serviço:

Espetáculo Tambores do Brasil Banda Batuque Arte
Data: 24 e 25 de julho de 2010
Horário: 19h
Entrada franca
Local: CEU Alvarenga - Estrada do Alvarenga, 3752 - Balneário São Francisco - Pedreira
Informações pelos telefones 5672-2542, 5672-2514 e 5672-2540

VIVA SEU SONHO: Estude música- Cresce o mercado

A música tem papel importante na vida de quase todas as pessoas. Atualmente, é comum ver o lançamento de bandas, jovens tenores, orquestras mirins etc. Em algumas pessoas, o amor por essa arte torna inevitável a escolha por uma carreira musical. Porém, alguns que se deparam com a vocação e paixão temem a falta de trabalho e de retorno financeiro. Mas, para aqueles que têm a coragem de seguir na carreira, um alívio: é possível sim viver de música.

Não é só de talento que vive um músico. Cursar escola superior na área é muito importante para quem quer se aprofundar e adquirir maiores conhecimentos. Não importa qual é o seu estilo, a universidade oferece uma formação que vincula a atividade musical com áreas afins essenciais para o desenvolvimento do músico. A Faculdade Cantareira coloca no mercado músicos versáteis e sem preconceitos quanto aos gêneros musicais. O profissional de música deve ter um preparo amplo e completo em sua área, precisa saber tratar com todas as questões teóricas que envolvem a linguagem musical, afirma Aída Machado, Coordenadora do curso de Música da Faculdade Cantareira.

O mercado é bastante competitivo, mas com inúmeras opções. Essa dúvida em relação ao mercado de trabalho não se justifica. Apresentações de orquestras e bandas costumam estar sempre lotadas de espectadores. Além de se apresentar em shows e concertos, o profissional da área também pode dar aulas e, se for compositor, escrever trilhas para filmes, teatro, criar jingles publicitários ou ainda optar pela carreira acadêmica. É preciso dedicação para tudo dar certo e, quando dá, a paixão dos músicos por seu trabalho é entusiástica. Outro caminho a seguir é atuar como regente ou instrumentista nas orquestras brasileiras. O salário gira em torno de R$ 6 mil. Para participar das orquestras é necessário fazer uma prova, quando houver vaga para músicos, diz Aída.

Segundo ela, é fundamental gostar de estudar. É preciso ter disciplina, dedicação e disponibilidade para investir no estudo. A Faculdade aborda as disciplinas relacionadas aos parâmetros teóricos, história da música universal do jazz e da música popular brasileira, preparando a percepção dos alunos para os vários estilos e gêneros musicais.

Para quem deseja conquistar o público internacional, uma boa dica é trabalhar no exterior. A boa música brasileira já conquistou muitos estrangeiros, portanto a fama do Brasil é vantajosa para quem quer atuar em outros países.

É importante lembrar aos interessados que para o curso superior de música é necessário já saber tocar um instrumento ou cantar, pois o vestibulando passará por uma prova de desempenho e conhecimentos teóricos de música.

A Faculdade Cantareira está entre os melhores cursos de música do país, com aulas práticas individuais desde o primeiro semestre. O corpo docente de excelência da Faculdade Cantareira tem reconhecimento internacional, segundo a Revista Notes/Boston – EUA. Possui a infraestrutura completa para o ensino e a prática musical, com salas de estudo acusticamente preparadas, 25 salas para estudo individual, salas com tratamento acústico para bateria, música de câmara e prática de conjunto, além de ter uma das mais bem equipadas salas de percussão do país. Isso sem falar no Estúdio Cantareira, com tecnologia de ponta em instrumentos e recursos.

Nas palavras de Aída Machado, o objetivo geral do curso de Música da Cantareira é preparar profissionais com um profundo conhecimento musical, por meio do equilíbrio entre as disciplinas teóricas e práticas, possibilitando ao aluno vivenciar todos os processos de formação do músico, seja como intérprete, compositor, regente ou arranjador. Busca a formação de um músico integrado em seu momento histórico, aliando a criação artística à pesquisa, interagindo assim no desenvolvimento dos processos intuitivos. Acima de tudo, o curso da Cantareira busca conscientizar seus alunos da missão que cada um, enquanto músico, pode desempenhar na sociedade.

Onde cursar:
Faculdade Cantareira
Bolsas especiais para o Curso de Música:
50% para os integrantes da Camerata de Cordas Cantareira e Quinteto de Metais.
Rua Marcos Arruda, 729 – Bairro do Belém
Tel. (11) 2790-5900
http://www.cantareira.br

Projeto Som Jovem abre oportunidade para novos talentos musicais da Cidade

Nos próximos dias 29 e 30, a Secretaria Municipal de Participação e Parceria (SMPP), juntamente com a Empresa Metropolitana de Transporte Urbano (EMTU) e São Paulo Transporte (SPTrans), proporciona mais uma oportunidade para que bandas ainda desconhecidas se apresentem nos terminais de ônibus e nas estações de metrô da cidade de São Paulo.
A nova rodada de apresentações começou nos dias 22 e 23, em uma iniciativa da Coordenadoria da Juventude da SMPP através do programa Som Jovem, que ocorre desde 2008. O objetivo do projeto é promover novas bandas e ao mesmo tempo entreter as pessoas que freqüentam terminais de ônibus e estações de trem e metrô no retorno do trabalho ou da escola.
A receptividade dos passageiros com as apresentações e o aumento do número de bandas interessadas em participar do projeto fizeram com que a Coordenadoria da Juventude abrisse um edital de chamamento, no qual os artistas interessados se inscrevessem e pudessem ser posteriormente aprovados.
Neste ano, as novas bandas foram pré-selecionadas por uma curadoria formada por músicos, DJs, produtores e jornalistas e se apresentam no fim da tarde, entre as 17h e as 19h.

Serviço:
Projeto Som Jovem
Datas: 29 e 30 de julho
Locais:
Terminal Metropolitano Jabaquara: Avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira - Jabaquara
Terminal Pirituba: Avenida Dr. Luís Felipe Pinel, 60 - Pirituba
Programação:
29/7 - Banda Viela Roots - das 18h às 19h - Terminal Jabaquara
30/7 - Banda Kiona - das 17h às 18h - Terminal Pirituba
30/7 - Banda Cortando Cebola - das 18 às 19h - Terminal Pirituba

TRANSAMÉRICA PELO VOTO CONSCIENTE

Com a participação de artistas, campanha pede responsabilidade na escolha dos governantes

A rádio Transamérica POP acaba de lançar a campanha “Todos juntos com a Transamérica pelo voto consciente nas Eleições 2010”. Diariamente em toda a programação da emissora, serão veiculados spots sobre o tema com a participação de artistas e personalidades.

Claudia Leitte, Fiuk, Marcelo do Strike, Luiza Possi, Lucas Silveira, João Dória Junior, Bruno Gouveia, Otávio Mesquita, Di Ferreiro e Pitty, deixam o seu recado e alertam o público ouvinte para votar com responsabilidade durante as eleições de outubro desse ano.

De acordo com Gislaine Martins, gerente artística da Rede Transamérica de Comunicação, o objetivo da campanha é incentivar os jovens eleitores a refletir antes de escolher um candidato. “O voto é que vai definir os novos governantes e é por isso que ele deve ser feito com responsabilidade. Os artistas sabem da importância dessa campanha e não deixaram de apoiá-la.”, afirma.

Sobre a Rede Transamérica de Comunicação:
A Transamérica é a maior rede de rádios FM do país e a única que possui três formatos diferentes de programação (POP, HITS E LIGHT). A POP é dirigida ao público jovem, das classes socioeconômicas A, B e C, de 20 a 34 anos, e está presente nas principais cidades brasileiras. A HITS, com uma programação eclética, é voltada ao segmento popular, atingindo uma faixa etária (dos 15 aos 39) mais abrangente. Já a programação da LIGHT é dirigida ao público adulto qualificado, com mais de 30 anos, das classes socioeconômicas A e B. Outro destaque da Rede Transamérica de Comunicação é a programação esportiva com o comando de Eder Luiz, disponível nas três redes (POP/HITS/LIGHT).

Com emissoras nas principais cidades do Brasil e também do Japão, a audiência da Transamérica passa dos oito milhões de ouvintes/mês. Além das emissoras de Rádio, a Rede Transamérica de Comunicação conta com outros produtos, como os portais de Internet Transhopping (www.transhopping.com.br): comparativo de preços de produtos entre lojas Mercado da Música (www.mercadodamusica.com.br): o maior e mais variado catálogo de músicas para download e Transmobile (www.transmobile.com.br): produtos e promoções interativas para celulares. Site oficial: Transanet (www.transanet.com.br).

Especial Rock é Cultura apresenta uma série de 20 espetáculos musicais na primeira semana de Agosto

O Centro Cultural Banco do Nordeste-Fortaleza (rua Floriano Peixoto, 941 – 2º andar – fone: (85) 3464.3108) apresentará o Especial Rock é Cultura – uma série de 20 shows de 15 bandas de rock, no período de 04 a 07 de agosto (de quarta-feira até sábado da próxima semana), de 12h30 às 20 horas, dentro do programa Cultura Musical.

O Especial reunirá algumas das mais aplaudidas na última edição do Festival BNB do Rock-Cordel, realizada em janeiro passado, e de outras que no presente momento têm expressiva atuação no cenário local, levando um grande público às casas de shows da cidade.
Também participarão bandas de outros estados do País (São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco e Rio Grande do Norte), selecionadas através do Edital de Programação dos CCBNBs em 2010.
Conheça a seguir a programação do Especial Rock é Cultura:

Felipe Cazaux (CE)
Dia 04, qua, 12h30
Melódico, preciso e agressivo, essas são as melhores palavras para definir o som composto pelo jovem cantor e guitarrista Felipe Cazaux, um dos principais expoentes do cenário da música autoral cearense. 60min.

Cross Of Fear (CE)
Dia 04, qua, 14h
A Cross of Fear nasceu da intenção de se fazer uma música que fosse boa tanto para tocar quanto para se ouvir. Com um estilo que a banda denomina "metalzão", com riffs empolgantes e velozes, solos empolgantes e um vocal marcante, a banda possui como influências fortes bandas como Judas Priest e Manowar. 60min.

Mama Kin (CE)
Dia 04, qua, 15h30
Banda cover do Aerosmith, formada em 2009, que traz aos fãs uma apresentação com um repertório vasto, com canções de cada fase da carreira em quarenta anos de sucesso. 60min.

Obskure (CE)
Dia 04, qua, 17h e 06, qui, 17h
Considerada uma das principais referências do heavy metal no estado do Ceará, com vinte anos de existência e lançando o segundo CD (Dense Shades of Mankind). 60min.




Júlia Says (PE)
Dia 04, qua, 18h30 e 05, qui, 15h30
O projeto musical Júlia Says foi formado em agosto de 2007 por Anthony Diego e Pauliño Nunes, com o conceito de fazer música livre. 60min.









R. Sigma (RJ)
Dia 05, qui, 12h30 e 06, sex, 15h30
Criada no Rio de Janeiro em 2004, a banda tem como base da MPB ao Mathrock. Foi a vencedora no Festival Nokia Xpress Bands. 60min.








The Immigrants (CE)
Dia 05, qui, 14h
Banda formada por músicos de fora que residem em Fortaleza, por isso a razão do nome. Repertório de músicas clássicas de rock dos anos 1960, 70 e 80, entre elas, hits do Led Zeppelin, AC/DC, Deep Purple, Beatles e Iron Maiden, entre outros. 60min.

Rejects (RN)
Dia 05, qui, 17h e 06, sex, 14h
A banda mescla música alternativa dos anos 1990, os riffs do metal, a sonoridade garageira do fuzz, o minimalismo pesado denominado de “stoner” e o rock eternizado por Elvis Presley. 60min.

Crazy Train (CE)
Dia 05, qui, 18h30
Faz tributo a uma lenda internacional do Heavy Metal – Ozzy Osbourne. O show convida a um passeio num “trem louco” em direção aos clássicos e canções do lado B desse artista. 60min.

Bolacha Preta (CE)
Dia 06, sex, 12h30
A proposta da banda cearense Bolacha Preta é trazer as músicas das décadas de 1960 e 70 para o século XXI. Conectados com as possibilidades que as tecnologias trazem para o mercado da música nesse novo século, os membros da banda tramaram a gravação do primeiro videoclipe com base no trabalho colaborativo. 60min.

Rubber Soul (CE)
Dia 06, sex, 18h30 e 07, sáb, 17h
A mais antiga banda cover dos Beatles de Fortaleza, com quase vinte anos de existência, que preserva sempre o estilo dinâmico e uma performance descontraída em suas apresentações. 60min.

Plastic Noir (CE)
Dia 07, sáb, 12h30
A Banda traz na bagagem o pop das últimas décadas, mas, atentos à contemporaneidade, usam a nostalgia como ferramenta e a decadência urbana como inspiração. 60min.


Bazar Pamplona: Todo Futuro é Fabuloso (SP)
Dia 07, sáb, 15h30
Formada em 2004, a banda paulista Bazar Pamplona apresenta canções com doses de psicodelia, liberdade e bom humor. Na bagagem, o primeiro CD “À Espera das Nuvens carregadas” (2008) retoma a herança tropicalista e injeta doses de lirismo moderno na jovem cena musical brasileira. 60min.



Caco de Vidro (CE)
Dia 07, sáb, 18h30
Surgida na cena do Rock Brasil oitentista, a banda é uma das pioneiras em Fortaleza e apostava em repertório variado e autoral quando, em 2002, lançou o projeto de tributo ao Pink Floyd, que se estende até os dias atuais. 60min

Miguel Cordeiro (CE)
Dia 07, sáb, 14h
A essência é a mesma, mas o som de Miguel Cordeiro amadureceu: o quarteto nos convida a ouvir o cotidiano num ambiente universal sob uma visão intimista. Com a guitarra desligada, o violão e o violino embalam pensamentos e emoções que transcendem as ruas, as casas e os barzinhos. 60min.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Felipe Coelho em CATAVENTO TOUR > 08/08

Felipe Coelho se apresenta em São Paulo no dia 8 de agosto, às 18h, na Casa das Caldeiras, com entrada franca.

Virtuoso no violão de 7 cordas, o instrumentista, compositor e arranjador catarinense tem uma forte bagagem internacional. Felipe Coelho, 27 anos, fez bacharelado e mestrado, com bolsa integral, em Jazz Studies nos EUA e já se apresentou em vários países da América do Norte, Caribe e Europa.
Após 9 anos fora do Brasil retornou a Santa Catarina onde ganhou, em 2009, o prêmio de produção musical “Elizabete Anderle” que lhe proporcionou lançar o CD CATA VENTO, segundo de sua carreira e a base para o show desta turnê.
CD e show são totalmente autorais. Em suas composições o músico revela influências da música cigana oriental, da música brasileira contemporânea, do flamenco e utiliza momentos de improvisação jazzística.
O CD "Cata Vento", lançado em outubro de 2009, recebeu elogios de grandes músicos como Ulisses Rocha, André Mehmari, Chico Pinheiro e Alessandro Penezzi. O trabalho recebeu convites para a turnê "Circuito SESC" em Santa Catarina, para os festivais Mundo Curitiba e Floripa Instrumental entre 2010 e 2011, e foi selecionado nacionalmente pelo Prêmio Circuito Funarte 2010.
“O título Cata Vento parte de um conceito que primeiramente não se firma a alguma cultura específica. O “vento” representa aquilo que viaja, que está presente em qualquer canto do planeta, que engloba, que refresca. O cata representa algo que será caçado, que será catado, que será capturado assim como um compositor procura encontrar melodias que vagam no nada até serem descobertas. E por último, um cata-vento captura ventos que sopram em direções diferentes, e os canaliza todos misturados, transformando-os em um fluxo uniforme”, conta Coelho sobre o seu trabalho.
Felipe Coelhos será acompanhado nesta sua primeira turnê, que passará também pelo Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre, por um sexteto composto por músicos de diferentes lugares da América do Sul, com diversificada formação. São eles:

Tales de Oliveira Custódio - Violino
Elias Vicente Souza - Violino
Rafael Calegari – Contrabaixo
Marco Origuella – Viola
Frederico Malverde – Violoncelo
Mauro Borghezan – Bateria

A formação mescla a instrumentação de música erudita e popular. O quinteto de cordas, amplamente usado no período clássico, é unido através de arranjos sofisticados, à formação tradicional do trio, com baixo e bateria, explorada na música popular. As mesclas não acontecem apenas na instrumentação, mas também nas composições.
A proposta deste show é convidar o ouvinte a descobrir que a beleza e bem estar da música não dependem de uma só forma de tocar ou de uma só cultura.

Serviço
Felipe Coelho & Sexteto
CATA VENTO - TOUR 2010
SÃO PAULO
Local: Casa das Caldeiras - Espaço de Dinâmicas Artísticas e Culturais
End: Av. Francisco Matarazzo, 2000 - Água Branca
Tel: 11 3873.6696
http://www.casadascaldeiras.com.br/
Data: 8 de agosto de 2010 - Domingo
Horário do show: 18h00
Abertura da casa: 16h
Capacidade: 1200 lugares
Ingressos: gratuitos

Sobre Felipe Coelho

Felipe Coelho é violonista e compositor instrumental formado com mestrado em música nos Estados Unidos onde foi bolsista integral e professor assistente.

Aos 16 anos enquanto intercambista, foi premiado "Solista Destaque" no Grissom High School State Jazz Festival, recebendo uma semana de imersão total no Jamey Aebersold National Jazz Workshop & Festival em Chicago. Enquanto cursava bacharelado e mestrado com bolsas integrais em Jazz Studies nos EUA, acompanhou companhias de baile flamenco, fez turnes nos USA com a Georgia State Jazz Big Band, e depois de formado apresentou-se como solista em cruzeiros pelas Américas e Europa, além de partipar da cena musical americana entre Atlanta e Chicago.
Tocou nos Estados Unidos e Europa e hoje possui dois CDs de composições autorais lançados: “Raízes Trançadas” e “Cata-Vento”.
Em seus discos, as composições violonísticas são acompanhadas por arranjos de orquestra camerística e orquestra de cordas, também escritos por ele. Foi reconhecido pelo premio de produção musical Elizabete Anderle, e pela mídia nacional através das revistas Guitar Player, Violão Pro, do programa Manhattan Connection entre outros. Recebeu elogios de grandes críticos como Guinga, Ulisses Rocha, André Mehmari, Chico Pinheiro além convites para festivais em 2010 como Floripa Instrumental e o Festival de Música Étnica de Curitiba. Ainda em 2010 realiza a turne nacional do seu disco Cata Vento, e em 2011, a turne estadual do mesmo assim como o lançamento do terceiro trabalho ”Musadiversa” ao lado de Luiz Zago e Rafael Calegari.

DUDU NOBRE NO MOLEQUE TGRAVESSO > 24/7

MOSTRA DO ROCK VAI ATÉ 31/7

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Festival de Inverno em Campos do Jordão (Com Marco Luque e Paula Lima)

Grande nome do humor e sucesso na bancada do programa CQC, da TV Bandeirantes, Marco Luque é mais uma das atrações do Festival do Humor do Grande Hotel Campos do Jordão Hotel-escola Senac. Depois de ter conquistado o público como apresentador, o carismático comediante continua sua trajetória de sucesso nas hilárias confusões do motoboy JacksonFive e do taxista Silas Simplesmente, atrações da rádio Mix.

Recentemente, o ator descobriu mais um dom e nos dias 23 e 24 de julho vai compartilhar histórias de vida e acontecimentos pessoais no stand-up comedy Tamo Junto. As apresentações, que prometem arrancar muitos risos da platéia, acontecem no Teatro Grande Hotel e são abertas ao público. O Festival do Humor faz parte da programação do evento Rota dos Sentidos O Brasil do Mundo Todo, que acontece durante toda a temporada de inverno no hotel e possui ações voltadas ao conhecimento, à cultura enogastronômica e ao lazer. Mais informações e reservas podem ser obtidas pelo telefone (12) 9142-6253.

Serviço:
Stand-up comedy Tamo Junto
Data: 23 e 24/7, 6ª e sábado
Apresentador: Marco Luque
Horário: 20 horas
Local: Grande Hotel Campos do Jordão Hotel-escola Senac - Rua Frei Orestes Girardi, 3.549 - Capivari - Campos do Jordão
Valores: Inteira (R$ 80) / Meia (R$ 40) / Antecipado (R$ 60)
Siga o Senac também no Twitter: http://www.twitter.com/senacsaopaulo



Paula Lima desembarca em Campos do Jordão para show exclusivo no Grande Hotel

O Grande Hotel Campos do Jordão Hotel-escola Senac abre suas portas para uma artista já consagrada no mundo da música brasileira. Paula Lima, que começou ao lado de Jorge Ben Jor, rapidamente ascendeu e foi sucesso absoluto no grupo Funk Como Le Gusta. Já dividiu palco com o grupo AfroReggae e artistas consagrados como Marcelo D2, Frejat, Nasi do IRA!, Toni Garrido e Seu Jorge. Agora é a vez dos hóspedes do Grande Hotel Campos do Jordão Hotel-escola Senac se encantarem com sua bela e potente voz.

Paula Lima promete agitar a noite de 23 de julho com seu swing e balanço bem brasileiros. O show, que será no Bar Lareira, localizado dentro do hotel, faz parte da 2ª edição do Festival Rota dos Sentidos O Brasil do Mundo Todo, que acontece durante toda a Temporada de Inverno e possui ações voltadas ao conhecimento, à cultura enogastronômica e ao lazer.

(Somente para hóspedes)

Chitãozinho & Xororó convidam ‘Nova Geração’ da Música Sertaneja para show de 40 anos de carreira

No próximo dia 27, Luan Santana, João Bosco & Vinícius, Fernando & Sorocaba, Jorge & Matheus, Maria Cecília & Rodolfo e vários artistas do gênero interpretam grandes sucessos da dupla, na Via Funchal

Show resultará em DVD comemorativo
As comemorações dos 40 anos de carreira de Chitãozinho & Xororó nem bem começaram e já reservam muitas surpresas. Depois de serem homenageados em Campinas e se apresentarem em São Paulo ao lado do maestro João Carlos Martins, no dia 22 de julho, a dupla volta ao palco da Via Funchal, em São Paulo, para mais um show especial comemorativo: ‘Chitãozinho & Xororó 40 Anos Nova Geração’. Grandes nomes da nova geração da música Sertaneja regravam clássicos daqueles que citam costantemente como ‘referências’ musicais e ‘reis’ do sertanejo. A apresentação acontece no dia 27 de julho, às 21 horas. Os ingressos já estão à venda.
A apresentação, que resultará em DVD comemorativo, conta com a participação de destaques no gênero da atualidade. Luan Santana, Eduardo Costa, Fernando & Sorocaba, Guilherme & Santiago, Hugo Pena & Gabriel, João Bosco & Vinícius, João Neto & Frederico, Jorge & Matheus, Maria Cecília & Rodolfo, Maurício & Mauri e Zé Henrique & Gabriel são alguns dos nomes confirmados para o espetáculo. “Pode ser pra valer”, “Coração Quebrado”, “ Página de Amigos”, “Ciumento Demais” e mais outros grandes clássicos da dupla estarão no repertório deste show.
Além da apresentação com o maestro João Carlos Martins, que marca o lançamento oficial das comemorações, e da gravação do DVD ao lado da nova geração do sertanejo, estão previstos mais dois DVDs. Um deles, ‘Chitãozinho & Xororó 40 Anos Entre Amigos’, reunirá parceiros contemporâneos da vida artística da dupla como Zezé di Camargo & Luciano, Leonardo, Daniel, Bruno & Marrone entre outros. E, para encerrar, um grande espetáculo com convidados especiais está previsto para o primeiro semestre de 2011.
A dupla ainda planeja um projeto especial na televisão e uma biografia. Da infância repleta de sonhos em Astorga, no Paraná, passando por todas as dificuldades até finalmente estourarem na década de 80, com Fio de Cabelo, e consolidarem-se como ícones da música sertaneja, os irmãos terão suas vidas e obras retratadas na literatura. Nada mais justo em se tratando de Chitãozinho & Xororó!

Cronograma comemorações JULHO

Dia 20
Coquetel de Homenagem Chitãozinho & Xororó 40 Anos
Evento fechado para convidados
Local: The Royal Palm Plaza / Campinas-SP

Dia 22
Chitãozinho & Xororó e maestro João Carlos Martins IN CONCERT
Evento com venda de ingressos
Local: Via Funchal / São Paulo-SP

Dia 27
Chitãozinho & Xororó 40 Anos - Nova Geração
Evento com venda de ingressos
Local: Via Funchal / São Paulo-SP


Chitãozinho & Xororó em números
§ 35 milhões de discos vendidos
§ 31 álbuns inéditos e 3 DVDs
§ Centenas de discos de ouro, platina e diamante
§ Dezenas de prêmios na música, incluindo 2 Grammy
§ Mais de 6 mil shows
§ Público estimado em 100 milhões de pessoas
§ Mais de 100 mil pessoas em um único show
§ 1,8 milhão de vendas em um único disco
§ Mais de 400 músicas gravadas
§ Mais de 70 campanhas publicitárias
§ Envolvimento em mais de 150 projetos de Responsabilidade Social
§ Parcerias com mais de 100 nomes da música nacional e internacional
§ 1982 foi o ano de início do grande sucesso com ‘Fio de Cabelo’

SERVIÇO
Data: 27 de julho/2010 (terça-feira)
Horário: 22h
Abertura da casa: 20h
Local: Rua Funchal, 65 - Vila Olimpia
www.viafunchal.com.br
Horário da bilheteria: das 12h às 22h (de segunda à domingo)

PREÇOS
Pista: R$ 100,00
Mezanino: R$ 120,00
Camarote: R$ 150,00

Cartões de Crédito: Visa, Mastercard e Diners
Cartões de Débito: *Visa Electron
*Somente em nossa bilheteria.
Estudantes tem direito a 50% de desconto no valor do ingresso em qualquer setor da casa.
Os ingressos de estudantes são vendidos apenas nas bilheterias da Via Funchal.

INFORMAÇÕES E VENDA
www.viafunchal.com.br
(11) 2144-5444 (Call Center)
Vendas online: www.viafunchal.com.br
Ponto de venda:
Newness (Livros e Revistas) - Av. Yojiro Takaoka, 4528 - Loja 02 - La Ville Mall (Alphaville-Santana do Parnaíba) - Somente Cartões de Crédito (Mastercard, Diners e Visa). Taxa de Conveniência: 18%
FUJJI TURISMO
Rua Tapajós, 33C - Guarulhos – SP (Paralela com Av. Paulo Faccini) - Somente Cartões de Crédito (Mastercard, Diners e Visa). Taxa de Conveniência: 18%
Vendas online:
www.viafunchal.com.br

Capacidade: 6.000 lugares
Duração: até 120 min.
Classificação Etária: 12 anos
Estacionamento na porta: R$ 25,00 c/manobrista (NETPARK)
Estacionamento VIP (dentro da Via Funchal – vagas limitadas): R$ 30,00 (vendido nas bilheterias e pelo site)
Acesso Deficientes

BLEND Group: nasce a primeira agência artística brasileira focada em música de vanguarda

Fruto da união da Clunk com a Trade Sound, em parceria com o Grupo No Limits,
a nova agência aposta na diversidade musical, representando artistas e label parties com exclusividade em toda a América Latina

Acompanhando a velocidade e as mudanças do movimentado cenário mundial de música e entretenimento, a Clunk e a Trade Sound, duas fortes empresas brasileiras de agenciamento de DJs, se fundem para formar a BLEND Group. A nova agência chega ao mercado apostando na diversidade de estilos e na música de vanguarda, representando label parties, trabalhando seu casting internacional na América Latina e, especialmente, inserindo seus artistas nacionais no exterior.

Sob o comando dos sócios Marco Oliveira, Érick Dias, Edson Dias e Flávio Jaegger, a BLEND Group está estruturada no bairro do Jardins, em São Paulo. O casting apresenta 33 artistas, sendo 8 nacionais, essencialmente vertidos da música eletrônica, do rock e da black music. “Exportar nossos artistas é uma meta prioritária. E para conquistar nosso objetivo e garantir um atendimento eficiente optamos em concentrar poucos – e bons – nomes nacionais”, explica Marco Oliveira, ex-ceo da Clunk que agora assina como sócio e CEO da BLEND Group. “Uma de nossas apostas para este ano é o paulista André Sobota. Suas produções e seu live act caíram nas graças de figuras respeitadas como Tiesto, Eric Prydz e Sasha. André está em ascensão e tem uma carreira promissora”, completa Marco.

Para calçar esta estratégia pouco explorada pelas empresas do mercado nacional, a BLEND Group estruturou um casting internacional sólido, reunindo Richie Hawtin, Loco Dice, Eskimo, Ticon, M.A.N.D.Y, Underground Resistance, Christian Smith, Mark Farina e outros nomes sempre presentes nos maiores festivais do mundo, e trabalhando com exclusividade o francês Technasia, os alemães Booka Shade e Anthony Rother em todo o território latino-americano. “Outro alicerce importante para nossa proposta é a atualização constante sobre o cenário mundial. Um dos caminhos é participar dos principais eventos de negócios do segmento”, explica Marco Oliveira, que já representou a nova agência no Rio Music Conference 2010, realizado na “Cidade Maravilhosa” em fevereir o, e no Winter Music Conference 2010, em março, na Flórida (Estados Unidos).
A BLEND Group também expande suas formas de negócios representando e vendendo label parties. A agência trabalha três expressivas marcas européias; a inglesa Minus, do consagrado selo de Richie Hawtin, as alemãs Watergate, do prestigiado clube de Berlim, e Desolat, label do DJ e produtor Loco Dice, A brasileira CREW também está nas mãos da BLEND. Considerada a melhor festa de 2008 pelo Guia da Folha (Folha de S. Paulo), a tendenciosa CREW traz um coletivo de DJs e performances que já explorava misturas e colagens de estilo há quatro anos. Desde então, a festa tem entrando na programação dos melhores clubes do país e ganhando destaque na mídia.
É mirando na música de vanguarda e investindo neste conceito pioneiro no país – já uma tendência internacional –, a BLEND Group pretende alcançar a liderança na sua área, aproveitando-se do known how herdado da aliança entre as agências originais: de um lado está a Trade Sound, um dos braços do Grupo No Limits há oito anos dedicando-se à ascensão do trance no Brasil, lançou e cuidou da carreira do duo israelense Skazi até 2008, tornando-se líder neste segmento. Do outro, a independente Clunk, em atividade há seis anos em diferentes vertentes da e-music, responsável por algumas gigs de artistas internacionais mais marcantes por aqui. Classificada entre as três m ais respeitadas agências do país, assinou a direção artística do Nokia Trends 2007 São Paulo, e conquistou a exclusividade no gerenciamento de grandes nomes da cena eletrônica em todo país.

Para a BLEND, aliado ao expertise herdado, a parceria com o Grupo No Limits entra em campo como um grande fortalecedor. Atuando no Brasil desde meados da década de 90, No Limits se tornou um dos maiores grupos de mídia e entretenimento do segmento, e pioneiro no desenvolvimento e na implantação de projetos sociais em eventos open air na cena eletrônica. Responsável por grandes eventos, como os festivais XXXPERIENCE, SOME, Chemical Music Festival e Orbital.

Casting BLEND Group


http://www.blend.art.br/

220v ( Rio de Janeiro, Brasil)

André Sobota (São Paulo, Brasil)

Cosmonet (São Paulo, Brasil)

Click Box (São Paulo, Brasil)

Eliana Iwasa (São Paulo, Brasil)

Jamanta Crew (São Paulo, Brasil)

Mush (São Paulo, Brasil)

Negralha (Rio de Janeiro, Brasil)

Anthony Rother (Frankfurt, Alemanha)

Booka Shade (Berlim, Alemanha)

Christian Smith (Estocolmo, Suécia)

Dino Psaras (Brighton, Inglaterra)

Eskimo (Inglaterra)

Hearttrhob (Michigan, Estados Unidos)

Johnny Clash (Londres, Inglaterra)

Krome Angels (Holanda, França e Inglaterra)

Livio & Roby (Bucharest, Romênia)

Loco Dice (Düsseldorf, Alemanha)

Louis Osbourne (Birmingham, Inglaterra)

M.A.N.D.Y (Berlim, Alemanha)

Magda (Polônia)

Marc Houle (Berlim, Alemanha)

Mark Farina (Califórnia, Estados Unidos)

Marko Nastic (Sérvia)

Paranormal Attack (Lisboa, Portugal)

Pascal Feos (Alemanha)

Quantize (Israel)

Richie Hawtin (Berlin, Alemanha)

Technasia (França)

Ticon (Suécia)

Troy Pierce (Berlim, Alemanha)

Under Construction (Lisboa, Portugal)

Underground Resistence (Detroit, Estados Unidos)

Pepsi Música terá duas bandas selecionadas pelo voto popular

No Projeto São Paulo das sete finalistas do concurso de bandas de pop rock, duas serão conhecidas por uma votação popular que será realizada pelo site www.pepsimusica.com.br

O Pepsi Música - concurso de bandas de pop rock - divulgou a lista das bandas da cidade de São Paulo que participarão de uma votação popular entre os dias 19 de julho (segunda-feira) e 15 de agosto (domingo). As duas bandas com mais votos se juntarão com as cinco bandas da região já selecionadas para a fase final do concurso.

No Projeto São Paulo as bandas selecionadas para a votação popular via site são:

Conexao 08
Glep
Ice
Limit
Maze
New Day

Na fase final do Pepsi Música todas as sete bandas classificadas participarão de um show e dividirão o palco com Os Raimundos e Detonautas Roque Clube. O show de encerramento será entre os meses de setembro e outubro de 2010, em local e data a ser definido. Até o momento estão classificadas para a fase final, em São Paulo: Trend, Hasta la vista, Radri, Linke e Fake Out.

Pepsi Música
Essa é a quarta edição do Pepsi Música, projeto idealizado pela Pepsi e pelo Kzuka/Grupo RBS. A edição 2010 está dividida em duas regiões: Projeto São Paulo (participaram somente as escolas públicas e privadas da capital paulista) e Projeto Rio Grande do Sul/Santa Catarina (participaram escolas públicas e privadas de todas as cidades dos dois estados).

As bandas vencedoras do Projeto São Paulo e do Projeto Rio Grande do Sul/Santa Catarina serão premiadas cada uma delas com:

• gravação e edição de 1 videoclipe;
• 15 horas em estúdio profissional com assessoria de produção de Tico Santa Cruz
• 1.000 cd's prensados
• abertura de um show de uma banda nacional, no Pepsi On Stage

PepsiCo no Brasil
A Divisão de Bebidas da PepsiCo está presente no Brasil desde 1953 com a marca Pepsi-Cola. A PepsiCo é a quinta maior empresa do segmento de bebidas e alimentos do mundo. Maior mercado na América do Sul, o Brasil vem se mostrando para a Pepsi-Cola mundial um amplo campo para crescimento em longo prazo. Grande parte deste aumento é resultado da expansão da distribuição da Pepsi, hoje realizada por meio da rede da AmBev


Sobre a PepsiCo
A PepsiCo foi fundada em 1898 nos Estados Unidos e atualmente é uma das maiores companhias de alimentos e bebidas do mundo com faturamento em 2008 de US$ 43 bilhões. A companhia emprega mundialmente aproximadamente 200.000 funcionários e seus produtos são comercializados em mais de 200 países. No Brasil, a companhia tem feito parte da vida e do dia-a-dia dos brasileiros desde 1953 através de marcas preferidas e líderes de mercado como Elma Chips e Lucky (snacks), Quaker (cereais), Toddy e Toddynho (achocolatados), Coqueiro (pescados), Gatorade e Propel (bebidas esportivas), Lipton (chá pronto), Frutzzz, H2OH! e Pepsi-Cola (bebidas com gás) e Kero Coco e Trop Coco (água de coco). A PepsiCo conta com 14 plantas estrategicamente localizadas por todo o território nacional e 9 mil funcionários, além de quase 100 filiais de vendas de onde são distribuídos produtos inovadores que lideram a preferência dos consumidores e estão presentes no café da manhã, no almoço, no lanche e no jantar de milhões de brasileiros.
Acompanhe a Pepsi na Internet
www.pepsi.com.br
Twitter:
http://twitter.com/pepsibr
Orkut:
Comunidade 'Pepsi Brasil'
Facebook
Pepsi Oficial
http://www.facebook.com/pages/Pepsi-Oficial/112949768466

Sobre o Kzuka
O Kzuka (www.kzuka.com.br) é uma empresa do Grupo RBS, voltada à solução em comunicação e relacionamento com o público jovem, que atua no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro. Por meio de uma plataforma multimídia e da criação e execução de ações no media, consegue envolver de maneira completa e efetiva a marca do cliente com o seu target. Em 2010, o Kzuka completa dez anos.

ENTENDA O MERCADO FONOGRÁFICO

Próxima aula com particularidades do mercado fonográfico brasileiro ocorre próximo dia 24/07 (sábado) com a presença do rapper Cabal

Voltado para profissionais do meio artístico o curso “Music Business” abrange as particularidades do mercado fonográfico brasileiro, desde a criação de um Selo até a comercialização do artista, passando pelos direitos autorais, produção do material e divulgação em rádio e TV.

A 3ª. edição do workshop “Music Business” ocorre próximo dia 24/07 (Sábado) na Av. Paulista, 1439 – 6º. Andar, das 10h às 20h. O conteúdo totalmente reformulado e com novos tópicos abordados, incluindo a presença de um artista convidado no caso desta edição o rapper Cabal, é ministrado por Arthur Fitzgibbon, sócio diretor da gravadora Thurbo Music e Double G e consultor artístico da Kuarup Discos.

Módulos Abordados:

Parte 1

Criando um selo;
Estilos Musicais – Comportamento;
A estratégia de Marketing;
Direito Autoral, Artístico e Fonográfico;
Planilhas Financeiras / Investidores;


Parte 2
Profissões envolvidas;
Empresariamento;
Contratos;
Produzindo uma música de sucesso;
Fabricações do CD / DVD;

Parte 3

Produzindo uma arte gráfica;
Produzindo vídeo-clipe;
Divulgação em Mídias;
Promoção;
Entregando o material;

Parte 4

Produzindo um show;
Comercial;
Logística;
Prestando Serviços;
Bastidores e Futuro da Música;


Os participantes recebem material didático completo, composto por:

Apostila;
Templates de contratos de: venda de shows, edição e distribuição de materiais artísticos, rescisão e cancelamento de parcerias, licenciamento, management e empresariamentode artistas;
Guias para registro de músicas e editoração de composições junto à biblioteca nacional, filiação na Abramus e outras entidades do meio artístico;
Planilhas de gerenciamento de royalties, fluxo de caixa da gravadora, vendas de CDs e DVDs;
Relação de contratantes de: agências de publicidade, rádio, imprensa, TV e Internet de todo o Brasil.


Investimento e inscrições:
Workshop: “Music Business”
Próxima turma: 24 de julho
Local: Av. Paulista, 1439 – 6º. Andar
Horário: Das 10h às 19h
Valor total: R$ 130,00

Condições de pagamento:
- À vista ou em 3x sem juros via boleto bancário ou cartão de crédito;
- Até 10x no cartão de crédito via Pagamento Digital.
Inscrição e maiores informações:
Tel: (11) 9670-6423 begin_of_the_skype_highlighting - end_of_the_skype_highlighting Everton
email: mercadofonografico@hotmail.com

Sobre o Instrutor:

Arthur Fitzgibbon é Sócio Diretor da gravadora Thurbo Music e Double G, e também Consultor Artístico da Kuarup Discos.

Sua carreira, consolidada no Mercado Fonográfico há 15 anos, conta com passagens pelo departamento de Marketing Estratégico e Vendas da Polygram, Universal Music e Abril Music.

Empresariou a banda Ludov (Vencedora do VMB 2004 como melhor clipe independente), é o atual empresario das bandas Lipstick e Granada, além dos cantores Gabriel Valim e Léo Mancini.

"Elaborei este curso por diversas razões, mas a principal delas é que cada vez um número maior de profissionais necessita de informações de marketing, administração e estratégia sobre o mercado da música, e este tipo de conteúdo não existe por aqui" relata Arthur "o material e os contatos entregues ao aluno no final do curso é um material preciosíssimo no mercado artístico, garimpado através de anos de experiência e networking com profissionais do setor". Explica Fitzgibbon.


Sobre o Artista convidado:

A turma de julho conta com a presença do rapper Cabal, palestrando sobre a evolução de sua carreira e a exposição de seu material na mídia.



Cabal teve seu primeiro contato com o hip hop aos oito anos de idade, em Nova York. O cantor ficou nacionalmente conhecido pelo hit "Senhorita" e em 2006 faturou o Grammy pela gravação de "Vida Marvada", de Chitãozinho e Xororó.

Atualmente o rapper trabalha na divulgação de seu primeiro cd, Prova Cabal, e está em estúdio gravando seu novo trabalho, intitulado AC/DC.

Oitava edição do Oi Blues by Night leva jazz e blues para seis capitais brasileiras‏

O maior projeto itinerante de blues do Brasil volta com novidades e atrações especiais. É o Oi Blues by Night que, este ano, levará o melhor do blues e do jazz nacional e internacional para seis capitais brasileiras. Esta será a oitava edição do evento, que mais uma vez conta como o patrocínio da Oi trazendo shows mensais, no período de julho a novembro..

Durante os cinco meses de duração, o Oi Blues by Night percorrerá Recife (PE), João Pessoa (PB), Natal (RN), Fortaleza (CE), Maceió (AL) e Teresina (PI). A produção do projeto ficará sob a responsabilidade da Giovanni Papaléo Produções em parceria com a J&S Produções Artísticas. No currículo das firmas há a realização de alguns dos principais eventos do gênero em Pernambuco, com destaque para o Garanhuns Jazz & Blues e o Jazz Porto.

Uma das novidades este ano é que, antes de dar início à temporada oficial de shows, haverá no Recife, uma grande festa de abertura do projeto. Será na quinta-feira (15), no The Pub, em Boa Viagem, zona sul da cidade. Na ocasião, a atração da noite será um dos mais aplaudidos saxofonistas do nosso país: Leo Gandelman. Junto com sua banda, Leo lançará seu elogiado novo CD/DVD “Sabe Você” que conta com a participação de grandes nomes da MPB como Caetano Veloso, Chico Buarque, Milton Nascimento, Luiz Melodia, Leny Andrade, Ney Matogrosso, Joel Nascimento e Leila Pinheiro.
Em seguida, no dia 21, o Oi Blues dá início a seu calendário oficial. Neste dia subirão ao palco da boate Spirit Music Hall, localizado no bairro dos Aflitos, nomes de peso do blues nacional e internacional. Lynwood Slim é um deles. O aclamado cantor e gaitista virá diretamente da Califórnia mostrar porque é considerado um dos mestres no estilo swing. Acompanhando Lynwood, a banda brasileira: Igor Prado Band. Com uma sólida carreira internacional a IPB é liderada pelo jovem guitarrista e vocalista Igor Prado, aclamado pela crítica especializada com o melhor guitarrista brasileiro da nova geração.

Para completar o time de all stars dessa noite, haverá ainda a presença de um dos mais importantes nomes do piano blues brasileiro: Ari Borger. Mr. Borger, como também é conhecido, é considerado o "Rei do Hammond" no Brasil, por ter um domínio completo desse instrumento tão peculiar ao blues.

No dia anterior às apresentações haverá sempre o workshow do projeto no auditório da Livraria Cultura sempre às 19h. O workshow inicial contará com as presenças de Igor Prado e Linwood Slim. O evento trará sempre, pelo menos, uma das atrações do Oi Blues para falar sobre sua carreira e passar um pouco de seu conhecimento musical para os visitantes. A entrada é gratuita porém é necessário levar 1kg de alimento não-perecível. Toda a arrecadação será destinada às vítimas das fortes chuvas no interior do nosso estado.

Serviço:

(Festa de abertura do Oi Blues by Night)
Atração: Leo Gandelman
Data: quinta-feira, 15 julho 2010
Horário: 22h
Local: The Pub – Endereço: Av. Conselheiro Aguiar 479, Boa Viagem
Telefone do local: (81) 3326 8266
Entrada: ingressos antecipados, mulher: R$ 20,00. Homem: R$ 25,00. Na hora (tanto para homens como para mulheres): R$ 30,00

Serviço:
(Show inicial)
Atrações: Lynwood Slim, Igor Prado Band e Ari Borger
Data: quarta-feira, 21 julho 2010
Horário: 22h
Local: Spirit Music Hall – Endereço: Rua do Futuro, 821, Graças.
Reservas: (81) 3241 9446
Entrada: mulher: R$ 20,00 e homem: R$ 25,00

Mais informações sobre as atrações:
Leo Gandelman (quinta-feira, 15 de julho)

Filho de uma pianista clássica e um maestro, aos 15 anos já era solista da Orquestra Sinfônica Brasileira. Além da formação clássica, estudou na Berklee College of Music nos EUA. Iniciou sua carreira no Brasil em 1979, tendo participado de mais de 800 gravações. Considerado o melhor instrumentista brasileiro pelos leitores do JB por quinze anos consecutivos, o músico se tornou um ícone do seu segmento.

Participou de quase todos os grandes festivais de jazz como: Montreaux (Suíça), Free Jazz (Brasil), Festival de Jazz de Havana(Cuba), entre outros. Foi indicado cinco vezes ao Prêmio Sharp. É um dos poucos brasileiros que faz temporada anual na mais famosa casa de jazz do mundo, a Blue Note, em Nova York. Já gravou onze discos ao longo de sua carreira e seu penúltimo CD, "Radamés e o Sax", homenagem ao centenário de nascimento do maestro Radamés Gnattali, ganhou o Prêmio TIM de "Melhor Disco Instrumental" e "Melhor Produtor" em 2007.

Atualmente o artista tem se dedicado ao lançamento do novo projeto em CD e DVD “Sabe Você” pela EMI Music Brasil, numa releitura de baladas brasileiras contando com participações especiais de grandes nomes da MPB como Caetano Veloso, Chico Buarque, Milton Nascimento, Luiz Melodia, Leny Andrade, Ney Matogrosso, Joel Nascimento e Leila Pinheiro.


Igor Prado Band (quarta-feira, 21 de julho)

O grupo brasileiro, liderado pelo guitarrista Igor Prado, é a grande revelação do blues nos últimos tempos. Natural de São Caetano do Sul (SP), é unanimidade no meio musical de acordo com a revista Blues'n'Jazz. Segundo a revista, a banda é citada por dez entre dez músicos consultados como a revelação do blues nos Estados Unidos. Seu estilo é chamado de jump blues, ou west coast blues, típico da Califórnia.

Trata-se da junção do blues com o swing jazz da década de 30. Igor Prado é hoje um dos músicos brasileiros de blues mais elogiados no exterior. Seu CD “Upside Down” foi eleito um dos melhores de 2007 pela revista americana Real Blues, uma das mais importantes do gênero. A “Blues Revue”, também americana, considerou o disco "esplêndido". Afirmou ainda que Igor é um mestre do timbre e da dinâmica, e previu "possibilidades ilimitadas" para ele e sua banda. A inglesa “Blues Matters” classificou o músico como "guitarrista de primeira linha".

Seu último CD foi em parceria com a lenda do blues californiano, Lynwood Slim. Juntos, eles virão apresentar esse show, no próximo dia 21 desse mês, no Spirit Music Hall.



Lynwood Slim

Richard Duran, ou Lynwood Slim, nasceu no Sul da Califórnia e começou a tocar trompete ainda criança. Aos quinze anos, Lynwood se apaixonou pela harmônica, ao escutar dois grandes expoentes do blues americano, Little Walter e Jimmy Reed.

Seu swing blues ganhou inúmeros prêmios da Academia de Música do Minnesota. Nos anos seguintes, Lynwood atuou em diversas regiões dos EUA passando por Los Angeles e Chicago e retornando para o sul da Califórnia. Sua presença de palco, aliada à potência de seus vocais e de sua harmônica de blues, o transformou em uma verdadeira lenda musical na Califórnia.


Ari Borger

Os comentários da crítica e do público sobre os dois primeiros CDs de Ari Borger se repetem com ainda maior entusiasmo neste terceiro trabalho. “Backyard Jam”, projeto lançado pela GRV Records com distribuição da Trattore, é uma viagem cheia de personalidade fundindo blues, soul, jazz e música brasileira.

Gravado ao vivo em estúdio, o disco, que será apresentado no Oi Blues by Night, traz sonoridades mais ousadas e uma gama de timbres incendiários em onze composições próprias e uma releitura dos Beatles.

Das canções, “Partido Alto” mostra um groove brazuca, e “Backyard Jam” um funk venenoso que dá nome ao disco. “Organ Groove” deixa claro o swing e entrosamento perfeito da banda, seguido por uma inspirada versão de “Norweagian Wood”. Uma visita imaginária de Jimmy Smith ao Rio acontece em “Jimmy no Morro”, e a belíssima “Rainy Day” mostra o feeling de uma balada soul.

A experiência e o feeling adquiridos com o blues, o profundo conhecimento da linguagem do jazz e do soul, somado ao anseio por novos rumos musicais conceituam o trabalho, em devida conexão com a música brasileira.



Sobre a Oi

Maior empresa brasileira de telecomunicações, a Oi é pioneira na prestação de serviços convergentes no país. Oferece transmissão de voz local e de longa distância, telefonia móvel, comunicação de dados, internet e entretenimento. Com a compra do controle da Brasil Telecom, em 2009 a Oi passou a atuar em todo o território nacional.



Em março de 2010, a empresa possuía 62,2 milhões de clientes. Deste total, 21,1 milhões estavam em telefonia fixa, 36,6 milhões em telefonia móvel, 4,3 milhões em banda larga fixa e 283 mil em TV por assinatura. Pelo segundo ano consecutivo, a Oi integra o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da Bovespa refletindo o alto grau de comprometimento da companhia com a responsabilidade social e a adoção de práticas gerenciais sustentáveis.

Zémaria é indicado ao VMB 2010

Banda concorre na categoria Música Eletrônica

Sendo realizado desde 1995 pela MTV, o Video Music Brasil é a premiação mais repercutida e comentada do país. Em 2010, o formato do VMB muda e passa a usar o sistema do Votorama, site de listas de votação da MTV.

Ao todo, são 16 categorias votáveis através da internet. Na seção de Música Eletrônica, ao lado de Gui Boratto, Database, Boss in Drama e Killer On The Dancefloor, quem aparece na lista de indicados é o Zémaria, grupo capixaba de synth-pop que cresce a cada dia. Em 12 de junho, a banda se apresentou na edição carioca do festival Popload Gig, no Circo Voador, com Girls (San Francisco) e MEN (Brooklyn). Uma música do grupo fará parte da trilha sonora do jogo FIFA 2011, que tem lançamento agendado para 1º de outubro.

A cerimônia de premiação do VMB acontece em 16 de setembro em São Paulo, no Credicard Hall, e terá apresentação de Marcelo Adnet. Para votar, acesse www.vmb.com.br.

Zémaria

Marcando presença em eventos e festivais musicais brasileiros desde 2004, quando lançou seu primeiro álbum, o quarteto capixaba Zémaria é considerado um dos curadores das bandas independentes do Espírito Santo, tendo contribuído na produção e desenvolvimento de álbuns de diversos artistas da região. Lançado em julho de 2009, o último álbum do grupo (The Space Ahead) é formado por nove faixas do mais fino electro-rock/synth-pop e foi distribuído gratuitamente no site do coletivo Smoke Island, responsável pela divulgação do trabalho de diversas bandas do Espírito S e comandado por Marcel Dadalto, multi-instrumentista e produtor do Zémaria. Também fazem parte do grupo Sanny Lys (vocais), Michel Spon (baixo) e NegoLéo (bateria).

O Zémaria já fez história nos palcos internacionais: Entre tantas apresentações, podem ser destacadas as realizadas nos clubes Whelans (Dublin), SO36 (Berlim), Guanabara (Londres), Zéro Zéro (Paris), Kitsuné Party (Dublin) e, claro, a do festival Electric Picnic (Irlanda), em que a banda dividiu o palco com nomes como Klaxons, The XX, Echo and the Bunnymen, MGMT e outras dezenas de artistas consagrados.

O single mais recente da banda é “Any Distance”, do novo álbum, que já ganhou um videoclipe [youtube]. “Hit do Porto”, do mesmo disco, também teve um clipe lançado [vimeo]. Além de The Space Ahead, o Zémaria conta com outros dois álbuns de estúdio lançados (um homônimo de 2002 e 11 Trax, de 2007) e coleciona participações em importantes festivais brasileiros (como nos extintos Tim Festival e Skol Beats), além de já ter obtido honrosas menções no Prêmio Claro (Melhor Álbum de Música Eletrônica com 15:43 EP) e na premiação Vitória Cine Vídeo (Melhor Videoclipe com “Vermelha”).

Myspace: /zemariamusic
Twitter: /zemariamusic
TramaVirtual: /artista.jsp?id=3870
Download do disco “The Space Ahead”: http://www.zshare.net/download/667192294d366398

Entidades culturais entregam contribuições sobre modernização da Lei Autoral

O Ministério da Cultura recebeu na tarde da segunda-feira (19) o primeiro documento formal de entidades culturais com contribuições para a consulta pública sobre a lei de Direitos Autorais. Durante uma semana, integrantes do Conselho Brasileiro de Entidades Culturais (CBEC) discutiram e trabalharam em propostas ao anteprojeto. Leia a íntegra aqui.

A entrega – realizada pela presidente do conselho, Eneida Soller, -- marcou o encerramento do seminário “O autor, o artista e o direito autoral brasileiro”, que começou na última segunda-feira no Itaú Cultural em São Paulo e seguiu com debates na internet. Estavam presentes artistas como os cantores e compositores Agnaldo Timóteo e Luiz Airão, o cineasta Ícaro Martins e o artista plástico Carlos Franco.

Divididas em quatro pontos, as propostas tratam de questões relacionadas às novas tecnologias, à cessão de direitos e às licenças de uso, à licença não voluntária e o papel do governo, e ao escritório central de arrecadação e às associações de gestão coletiva.

Sobre o último ponto, o documento fala que a presença do Estado é bem-vinda e necessária, bem como a gestão privada dos direitos. “Se cada um fizer sua parte dentro deste processo extremamente complexo estaremos fazendo história ao tornar o segmento autoral mais justo e equilibrado”, continua o texto.

No que diz respeito à transparência, as propostas do CBEC vão além do que propõe o governo. “Além da devida supervisão de regularidade pelo Ministério da Cultura, solicitamos que se busque uma forma para que as contas das entidades de arrecadação e distribuição de recursos recolhidos a título de direitos autorais sejam submetidas a uma supervisão similar do Tribunal de Contas da União”, diz, ao comparar com a supervisão que o Ministério do Trabalho faz dos conselhos profissionais.

Presente ao evento, o secretário de Políticas Culturais do Ministério da Cultura, José Luiz Herencia, afirmou que esse tipo de contribuição mostra que está se iniciando no Brasil uma nova forma de fazer política cultural. O direito autoral – conforme ele mesmo lembrou – insere-se de forma importante nisso, por ser a base da economia da cultura. “É preciso transformar os dividendos da fruição da cultura brasileira em uma economia para muitos”, destacou..

Eduardo Mattedi, chefe de gabinete do ministro da Cultura, que representou o ministro Juca Ferreira na ocasião, lembrou que o país está numa fase de mobilização para novos marcos legais da cultura, como é o caso da Lei de Direitos Autorais. “Nosso trabalho é para que essas legislações deem condições para o avanço da cultura”, disse.

domingo, 18 de julho de 2010

Pepsi Música divulga as bandas de rock pop semifinalistas em São Paulo

As bandas selecionadas podem ser conferidas pelo site www.pepsimusica.com.br

O Pepsi Música - concurso de bandas de pop rock - apresenta a lista dos semifinalistas da edição 2010. A seleção foi feita por Tico Santa Cruz, vocalista do Detonautas Roque Clube e Raimundos e padrinho do concurso. Tico selecionou para a próxima etapa dez bandas da cidade de São Paulo e dez bandas incluindo os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Os classificados para essa etapa participam de uma gravação musical em estúdio na primeira quinzena de julho. No total 249 grupos foram inscritos no Pepsi Música.

No Projeto São Paulo foram selecionadas as bandas:

Hasta la Vista
Conexão 08 / CX-08
LOKAUS
STRADA
GLEP
FIDOP
Fake Out
Linke
Banda Trend
Radri

Nessa fase semifinal Tico Santa Cruz indicará para a final do Pepsi Música cinco grupos de São Paulo e cinco do Rio Grande do Sul/Santa Catarina. As outras cinco bandas de cada seletiva participarão de uma votação popular que será realizada pelo site www.pepsimusica.com.br, entre os dias 19 de julho e 15 de agosto. As duas bandas mais votadas de cada região se juntarão as demais finalistas.

Na fase final todas as bandas classificadas participarão de um show, entre os meses de setembro e outubro de 2010, em local e data a ser definido. Nesse show os vencedores do Pepsi Música vão dividir o palco com as bandas Raimundos e Detonautas Roque Clube. As bandas vencedoras serão divulgadas nesse evento ao término das apresentações.

O Pepsi Música
Essa é a quarta edição do Pepsi Música, projeto idealizado pela Pepsi e pelo Kzuka/Grupo RBS. A edição 2010 está dividida em duas regiões: Projeto São Paulo (participaram somente as escolas públicas e privadas da capital paulista) e Projeto Rio Grande do Sul/Santa Catarina (participaram escolas públicas e privadas de todas as cidades dos dois estados).

As bandas vencedoras do Projeto São Paulo e do Projeto Rio Grande do Sul/Santa Catarina serão premiadas cada uma delas com:

• gravação e edição de 1 videoclipe;
• 15 horas em estúdio profissional com assessoria de produção de Tico Santa Cruz
• 1.000 cd?s prensados
• abertura de um show de uma banda nacional, no Pepsi On Stage


PepsiCo no Brasil
A Divisão de Bebidas da PepsiCo está presente no Brasil desde 1953 com a marca Pepsi-Cola. A PepsiCo é a quinta maior empresa do segmento de bebidas e alimentos do mundo. Maior mercado na América do Sul, o Brasil vem se mostrando para a Pepsi-Cola mundial um amplo campo para crescimento em longo prazo. Grande parte deste aumento é resultado da expansão da distribuição da Pepsi, hoje realizada por meio da rede da AmBev.

Sobre a PepsiCo
A PepsiCo foi fundada em 1898 nos Estados Unidos e atualmente é uma das maiores companhias de alimentos e bebidas do mundo com faturamento em 2008 de US$ 43 bilhões. A companhia emprega mundialmente aproximadamente 200.000 funcionários e seus produtos são comercializados em mais de 200 países. No Brasil, a companhia tem feito parte da vida e do dia-a-dia dos brasileiros desde 1953 através de marcas preferidas e líderes de mercado como Elma Chips e Lucky (snacks), Quaker (cereais), Toddy e Toddynho (achocolatados), Coqueiro (pescados), Gatorade e Propel (bebidas esportivas), Lipton (chá pronto), Frutzzz, H2OH! e Pepsi-Cola (bebidas com gás) e Kero Coco e Trop Coco (água de coco). A PepsiCo conta com 14 plantas estrategicamente localizadas por todo o território nacional e 9 mil funcionários, além de quase 100 filiais de vendas de onde são distribuídos produtos inovadores que lideram a preferência dos consumidores e estão presentes no café da manhã, no almoço, no lanche e no jantar de milhões de brasileiros.

Acompanhe a Pepsi na Internet
www.pepsi.com.br
Twitter:
http://twitter.com/pepsibr
Orkut:
Comunidade ?Pepsi Brasil?
Facebook
Pepsi Oficial
http://www.facebook.com/pages/Pepsi-Oficial/112949768466

Sobre o Kzuka
O Kzuka (www.kzuka.com.br) é uma empresa do Grupo RBS, voltada à solução em comunicação e relacionamento com o público jovem, que atua no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro. Por meio de uma plataforma multimídia e da criação e execução de ações no media, consegue envolver de maneira completa e efetiva a marca do cliente com o seu target. Em 2010, o Kzuka completa dez anos.

Hamburg Süd transporta cenário e equipamentos da ópera Amazonas

Os contêineres foram embarcados em Hamburgo e seguiram viagem até Santos no navio Rio Negro

A Hamburg Süd realizou o transporte de 2 contêineres de 20 pés, carregados com cenários e equipamentos da ópera contemporânea “Amazonas – Teatro Música em Três Partes”, que estreou oficialmente no dia 8 de maio, na Bienal de Ópera de Munique, e que segue agora para o palco de São Paulo, onde será apresentada entre os dias 21 e 25 de julho, no Sesc Pompéia.
Os contêineres foram embarcados no dia 8 de junho, em Hamburgo, e seguiram viagem até Santos no navio Rio Negro, com o desembarque realizado no dia 25 de junho. O retorno para a Alemanha é esperado para o início de agosto e também será feito pela Hamburg Süd.
O projeto multimídia de teatro música é uma co-produção entre o Goethe-Institut, a Bienal de Munique, o ZKM Karlsruhe (Centro de Arte e Mídia – Karlsruhe), o SESC São Paulo, a Hutukara Associação Yanomâmi e o Teatro Nacional São Carlos, em Lisboa, e tem o patrocínio da Fundação Nacional da Cultura e do Programa “Kultur” da Comissão Européia.
As apresentações artísticas e independentes colocam a floresta tropical como sua protagonista, que ganha voz através das obras-de-arte, dos artistas e dos 33.000 Yanomâmi, um dos últimos grandes povos primitivos que habitam o norte da Amazônia.
Os compositores Klaus Schedl, Tato Taborda e Ludger Brümmer, bem como os artistas multimídia brasileiros e do ZKM que participam do projeto, desenvolvem um conceito de teatro música multimídia totalmente novo: ópera contemporânea e artemídia se fundem, tornando a música visível, e os dados e as imagens audíveis. Com sua música, os compositores convidam o público a descobrir sons, ruídos e tons até então desconhecidos.

Evento: Amazonas - Teatro Música em Três Partes”
Data: 21 a 25 de julho de 2010
Local: Sesc Pompéia
Endereço: Rua Clélia, 93 – São Paulo (SP)
Informações: (11) 3871-7700

Sobre a Hamburg Süd
Fundada em 1871, a Hamburg Süd é um dos maiores grupos operando no transporte marítimo e está presente nas Américas, Europa, África, Ásia e Oceania, seja diretamente ou através de empresas coligadas. A Hamburg Süd, adquirida pelo Grupo Oetker no fim da década de 40, também é um dos maiores especialistas no transporte de cargas congeladas e refrigeradas com tecnologias inovadoras.
Em 2009, a empresa movimentou 2,3 milhões de TEUs. O maior fluxo de mercadorias concentra-se nos trechos Brasil e Argentina para a Europa. Nesta rota, os produtos mais transportados são café, tabaco, autopeças, carne, frango e frutas. Na rota inversa aparecem os produtos químicos e autopeças.

Exposição da Fritz Dobbert no MUBE

De 13 a 16 de agosto a fábrica de pianos Fritz Dobbert comemora 60 anos com uma exposição de fotografias e pianos no MUBE – Museu Brasileiro de Escultura, no Jardim Europa. Essas imagens contam a trajetória da indústria que se completa com a história do piano no Brasil. “Nós brindamos este momento e comemoramos o lugar de maior indústria de pianos da América Latina,” comenta Célio Bottura, Sócio-Diretor da Fritz Dobbert.
Aberta ao público e gratuita, a exposição traz, além de pianos de cauda e verticais, cerca de 30 cartazes, cada um com várias fotos, que contam a história das famílias dos fundadores da Fritz Dobbert, Otto Halben, Célio e Thyrso Bottura. Além das fotos, a mostra traz também cartazes, folhetos e notas em jornais de cada época que contam a trajetória da indústria.
No início da exposição há imagens dos fundadores que iniciaram como empresários em outros ramos de atuação, um criou a primeira fábrica de jóias no Brasil, e outro uma importadora de equipamentos fotográficos.
Com essa exposição, a Fritz Dobbert comemora com o público os seus 60 anos e suas conquistas na cultura musical do país.

Fundação da Fritz Dobbert:
Em 1950, quando foi fundada com o nome de Indústria de Pianos Halben, já tinham outros fabricantes de piano no Brasil. No começo a indústria só fabricava o piano vertical e o primeiro protótipo só ficou pronto em 1951. As imagens dessa conquista estão no quarto cartaz. No próximo cartaz surgem as imagens da sede da Fritz Dobbert transferida em 1956 para o bairro de Pirituba, em São Paulo. Era um período que a fábrica construía pianos de várias marcas como Meister, Vierkant, Loreley, Niendorf, Printz, Graubott. Foi em 1958 que passaram a construir os pianos batizados de Fritz Dobbert. O oitavo cartaz mostra a expansão da indústria que passa a produzir em 1963 violões, violas, cavacos, bandolins e outros instrumentos de cordas com a marca Fiesta e Staccato. “Eram tempos de bossa nova e dos ritmos da Jovem Guarda, que ajudaram a impulsionar o consumo de instrumentos musicais no Brasil”, explica Bottura.
Outro cartaz mostra imagens da década de 70, um marco importante para a Fritz Dobbert, que assumiu a liderança nacional dos fabricantes de pianos, atingindo a produção de 180 unidades mensais em 1971.
O início das exportações:
Nas imagens desse período, a mostra traz o avanço tecnológico e os maquinários adquiridos que foram responsáveis por um salto na produção. Foi a época que a Fritz Dobbert participou de feiras internacionais na França e Bélgica e o início das exportações para França, Holanda, Bélgica, Alemanha, Portugal, Grécia, Israel, Japão, Canadá, Colômbia, Argentina, entre outros países.

Profissionais especializados
Algumas fotos mostram a mão-de-obra especializada que foi um período marcado por importantes intercâmbios tecnológicos entre a fábrica do Brasil e empresas européias.
Técnicos da fábrica viajaram para o exterior para estagiar na renomada fábrica de pianos Euterpe, na Alemanha. De lá vieram ao Brasil os projetistas Klauss Fenner, com trabalhos desenvolvidos nas fábricas Ibach, Seiler, Dietmann, entre outras e Lothar Thomma, diretor técnico da Bechstein. Da Inglaterra vieram Dietrich Dotzek e Less Astell, da fábrica Herrburger Brooks, especialistas em teclado e mecanismo para piano.
Atentos para a necessidade de assistência técnica de qualidade promoveram cursos para a formação técnica de afinador. Vieram candidatos de todas as regiões do país.

Pianistas
Alguns cartazes mostraram artistas renomados que já tocaram em pianos Fritz Dobbert como Amaral Vieira, André Mehmari, Arrigo Barnabé, Arthur Moreira Lima, Astor Piazzola, Benito de Paula, Buddy Guy, Cesar Camargo Mariano, Charles Aznavour, Chico Buarque de Holanda, Diane Warwick, Dori Caymmi, Eduardo Duzek, Egberto Gistmonti, Francis Hime, Guilherme Arantes, Ivan Lins, João Donato, Johnny Alf, Miguel Proença, Paulo Gazzaneo, Richard Clayderman, Traditional Jazz Band e Wagner Tizzo.

Histórico da Fritz Dobbert
A partir da proposta simples, mas ousada de construir uma empresa que pudesse contribuir para a formação musical e cultural do país, nascia em 13 de maio de 1950, a Pianofatura Paulista S.A., em um modesto galpão na região norte da cidade de São Paulo, fundada pelo alemão Otto Halben e os irmãos Celio e Thyrso Bottura. Após décadas de muito empenho e dedicação, a empresa consolida-se como a maior indústria de pianos do país e, se instalada em 1956 em uma área de 27.500 m2 com 14.500 m2 de edificações no bairro de Pirituba em São Paulo. A indústria passa a incorporar avançada tecnologia à tradicional habilidade artesanal, necessária à construção de um instrumento acústico.
Otto Halben resolveu fundar a Fritz Dobbert após ter trabalhado como artesão em várias fábricas de piano na Europa. Ele se uniu aos irmãos Celio e Thyrso Bottura. Atualmente são 110 funcionários. A Fritz Dobbert produz anualmente 1.000 unidades e tem o faturamento de 15 milhões de reais. Os pianos custam em média entre R$ 8.500,00 e R$ 52.000,00. Um piano leva dois meses em média para ser construído. A Fritz Dobbert fabrica pianos de cauda, verticais e importa pianos digitais. “Hoje há financiamentos que ajudam estudantes e profissionais da música a comprar o seu piano,” conta Bottura. Desde 1994, a Fritz Dobbert é a importadora oficial dos pianos Kawai para o Brasil. Além dos pianos a Fritz Dobbert constrói ainda móveis de alto-padrão que vende diretamente sob encomenda a lojas sofisticadas.

Técnica de manufatura de um piano Fritz Dobbert
Os pianos Fritz Dobbert são confeccionados com madeiras selecionadas, que passam pelo processo de secagem natural e em estufas automatizadas. A tábua harmônica com os demais componentes que compreendem a estrutura do piano são feitos de madeira maciça de pinho. “A tábua harmônica de um piano é um elemento de extrema importância, pois a qualidade do som é o resultado de como ela vibra”, explica Bottura. No piano de meia-cauda a Fritz Dobbert usa a tábua-harmônica Ciresa, de Abete Rosso, importada da Itália. Toda a construção do elemento acústico é feita por artesãos, cujo ofício é aprendido na própria fábrica, com o conhecimento adquirido na Europa. O complexo mecanismo de acionamento de um piano chega a ter quase 5 mil peças. A Fritz Dobbert instala em seus pianos de um-quarto e meia-cauda o renomado mecanismo Renner, importado da fábrica de Stuttgart, na Alemanha. Atualmente os pianos verticais podem ter várias cores externas, desde as tradições cores de madeiras como branco, verde e até lilás, feitos por encomenda.

Serviço:
60 Anos da Fritz Dobbert
Exposição de fotografia e pianos
Dias 13 à 16 de agosto, das 11h às 17h
Aberta ao público
Grátis!

MuBE
Av. Europa, 218
Tel: 2594-2601