domingo, 23 de agosto de 2009

Ministério da Cultura amplia em R$ 18,4 milhões orçamento da Funarte

Ministro Juca Ferreira anuncia em São Paulo novas dotações para editais da Funarte, duas ações de fomento às artes visuais e seleção de artistas para a Feira Música Brasil 2009
O ministro de Estado da Cultura, Juca Ferreira, anunciou em 19 de agosto, no Complexo Cultural Funarte São Paulo, uma suplementação de R$ 18,4 milhões em recursos que irão dobrar ou, em alguns casos, triplicar o orçamento de ações da Funarte. Somados aos valores inicialmente previstos para cada ação, os investimentos totalizam R$ 35,1 milhões.
Para o presidente da Funarte, Sérgio Mamberti, os investimentos demonstram um "novo momento da Funarte", anunciado por ele e pelo ministro Juca Ferreira na cerimônia de sua posse. "Estamos concretizando o compromisso de construção de uma Funarte à altura da sua tradição e do seu papel estratégico no fomento às artes. O ministro Juca Ferreira tem sido um parceiro fundamental na nossa luta para tornar esse sonho possível", afirmou Mamberti.
Na ocasião, será lançado também o edital que seleciona artistas para se apresentar durante a Feira Música Brasil 2009, uma ação do Ministério da Cultura e da Funarte em parceira com Fundarpe, Petrobras e Prefeitura do Recife, que será realizada em dezembro, no Recife.
Também será anunciado o lançamento das edições 2009 da Rede Nacional Artes Visuais, um programa de circulação de exposições, oficinas, seminários e outros eventos; e do Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça, que irá fomentar a produção de obras de arte para complementar acervos museológicos em todo o país. Essas duas ações voltadas para as artes visuais têm R$ 2,2 milhões de recursos orçamentários da Funarte.
*
NOVOS RECURSOSCom a suplementação, a Funarte terá R$ 1,5 milhão para retomar seu programa de distribuição de equipamentos de iluminação para teatros brasileiros. A edição 2009 do Prêmio Funarte Carequinha de Estímulo ao Circo, com inscrições já encerradas, terá novo aporte de R$ 3 milhões que, adicionados aos R$ 2,9 milhões já previstos, totalizarão R$ 5,9 milhões.
Sete bolsas e prêmios da Funarte abertos para inscrições em todo o país ganharão reforço substancial em seu orçamento. As bolsas e prêmios, com valores de até R$ 150 mil, trazem oportunidades para artistas, produtores, estudantes e pesquisadores de arte de todo o Brasil. Os editais que receberão suplementação orçamentária são:
- Prêmio Interações Estéticas - Residências Artísticas em Pontos de Cultura: inscrições prorrogadas até 24 de agosto
- Bolsa Funarte de Produção Crítica sobre Conteúdos Artísticos em Mídias Digitais/Internet: inscrições prorrogadas até 24 de agosto
- Bolsa Funarte de Criação Literária: inscrições prorrogadas até 24 de agosto
- Bolsa de Produção Crítica sobre as Interfaces dos Conteúdos Artísticos e Culturas Populares: inscrições até 14 de setembro
- Prêmio Funarte Artes Cênicas na Rua: inscrições prorrogadas até 17 de agosto
- Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz: inscrições até 3 de setembro
- Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna: inscrições até 3 de setembro
- Prêmio Funarte Carequinha de Estímulo ao Circo: inscrições encerradas

Os editais, prazo e fichas de inscrição estão disponíveis em http://www.funarte.gov.br/
*
*
*
*
Publicidade:

Ellens retornam a São Paulo


Dupla apresenta nova música de trabalho

A dupla ELLENS ganha destaque no cenário musical brasileiro com suas vozes singulares. Naturais de Maringá, no Paraná, as irmãs Dailyelen e Katyelen tem grande paixão pela música sertaneja desde a infância. Em busca de sucesso, foram à luta levando na bagagem muita determinação e força de vontade.

Com o diferencial de ser uma dupla feminina, Ellens conquistaram o público e seu espaço no meio sertanejo com um repertório que resgata grandes canções caipiras. A forma carismática de apresentar suas músicas trouxe uma grande legião de fãs e apreciadores.

No primeiro semestre de 2009, a dupla apresentou-se em turnê por toda a região Sul do país. Após a bem-sucedida temporada de shows, está de volta a São Paulo para fazer a divulgação da nova música de trabalho “Ajoelha Amor”, já na programação das principais rádios do Sul e Sudeste.

Na agenda da dupla, uma sequência de apresentações no interior de São Paulo e posteriormente elas seguem com seus shows para Minas Gerais. Cantando os grandes sucessos, como “TEM QUEM ME AMA”, “LARANJA LIMA”, entre outros, Ellens buscam mostrar em suas canções a força da mulher brasileira também na música sertaneja.

*
*
*
*
Publicidade:

OI FASHION ROCKS - foi dada a largada para a venda de ingressos

Foi dada a largada para venda de ingressos do Oi Fashion Rocks. Um pequeno lote inicial de convites está sendo direcionado para uma lista de nomes selecionados via “insiders” de todo Brasil, que são pessoas escolhidas a dedo pela organização do evento. Trata-se de uma oportunidade de levar o Oi Fashion Rocks a todo o país. A lista compreende jet setters, empresários, artistas, pessoas ligadas as áreas de moda e música e formadores de opinião.

A mecânica é bem simples: o mailing selecionado recebe uma senha através de email e pode adquirir um número limitado de ingressos via internet. Os convites variam de R$ 700,00 a R$ 1.200,00. A partir do dia 8 de setembro as vendas começam a ser realizadas via site oficial do evento (http://www.oifashionrocks.com.br/).

PASSARELA MULTICULTURAL

Estão confirmados as duas marcas que completam a lista de designers internacionais da primeira edição do Oi Fashion Rocks Brasil: Calvin Klein e Givenchy. A Calvin Klein tem como estilista um mineiro, Francisco Costa, que hoje é o responsável pela grife americana e seu sucesso em todo mundo. Já a francesa Givenchy trará ao Brasil o requinte e glamour da marca que, entre seus destaques, vestiu Madonna na turnê mundial Sticky & Sweet.

A grife italiana Versace e o americano Marc Jacobs são os outros representantes da moda internacional já confirmados. Juntam-se ainda a este time de peso os brasileiros Lino Villaventura, André Lima, Lenny e Alexandre Herchcovitch.

Estes talentos subirão ao palco acompanhados de oito atrações musicais (quatro nacionais e quatro internacionais). Nesta seara, entre as estrelas do mundo pop que já fecharam suas agendas para o evento está a cantora Mariah Carey. O Oi Fashion Rocks será realizado no dia 24 de outubro, no Jockey Cklub do Rio de Janeiro.

*
*
*
*
Publicidade:

“Música no MuBE” terá pianista André Fadel > 23/08


O projeto “Música no MuBE” receberá no domingo, dia 23 de agosto, o talentoso pianista André Fadel. Ele tocará clássicos de Alexander Scriabin no Auditório Pedro Piva do Museu Brasileiro da Escultura.
A apresentação terá início às 16 horas, sob coordenação de Dulce Cupolo. Confira abaixo o programa.

Programa:
Alexander Scriabin - Sonata nº. 2 Op. 19 (Sonata-Fantasia)
Prelúdio e Noturno para mão esquerda, Op. 9
06 Prelúdios Op. 11
Dois Poemas Op. 32
Cinco Estudos
Estudo nº 5 Op. 45 (Affanato)
Estudo nº 8 Op. 45 (Allegro)
Estudo nº 3 Op. 8 (Tempestoso)
Estudo nº 7 Op. 8 (Presto tenebroso, agitato)
Estudo nº 12 Op. 8 (Patetico)


Sobre o artista
André Fadel iniciou os estudos de piano aos 8 anos. Aos 12, também estudou violino, mas tem o piano como seu principal instrumento. Foi aluno das professoras Ana Lago e Suzy Queiroz, e hoje é aluno e assistente da renomada pianista Olga Kiun (Rússia).
Já se apresentou em salas do Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro. Recebeu o primeiro prêmio do II Concurso Edna Habith e do Concurso de Interpretação de Música Brasileira – ABPP (2003), no qual ganhou um prêmio pela melhor interpretação de música contemporânea.
O pianista é bacharelado em Piano pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná, pela classe da professora Olga Kiun, e em Jornalismo pela UFPR. Atualmente, André é professor/colaborador junto à Escola de Música e Belas Artes do Paraná, além de exercer atividades como recitalista e pianista acompanhador.

Serviço:
“Música no MuBE” – Recital pianista André Fadel
Dia 23 de agosto (domingo), às 16 horas
Direção: Dulce Cupolo
MuBE (Museu Brasileiro da Escultura) - Auditório Pedro Piva - 192 lugares
Rua Alemanha, 221, Jardim Europa
Informações: (11) 2594-2601
Abertura da bilheteria às 15 horas
Ingressos: R$ 20,00 (estudantes e terceira idade R$ 10,00)
Possui: acesso para pessoas com deficiência, serviço de manobristas e restaurante no local.
*
*
*
*
*
Publicidade:

DIOGO POÇAS em Show inédito no Sesc Pinheiros > 27/08


* Foto: Marcos Lopes


O CANTOR E COMPOSITOR DIOGO POÇAS APRESENTA SHOW INÉDITO DIA 27 DE AGOSTO NO SESC PINHEIROS COMO LANÇAMENTO DO SEU PRIMEIRO CD "TEMPO"Com direção musical de Eugênia Thereza de Andrade o show traz músicas de "Tempo", álbum de estreia do cantor, recém lançado pela Warner Music

No dia 27 de agosto (quinta-feira), às 20 horas, o SESC Pinheiros recebe o show "Tempo", do cantor e compositor Diogo Poças. No repertório estão canções de autoria própria como "Pedacinho de vida" e outras se faz acompanhar do melhor entre os compositores brasileiros: Caymmi, Ary, Sidney Muller, Baden e Vinicius de Morais, Braguinha e Gilberto Gil.

O amor, a relatividade do tempo e o futebol são temas das composições do cantor e fala de coisas sérias com sensibilidade, leveza e poesia. Diogo chega com discrição no cenário artístico e na bagagem traz preciosidades.

Segundo Eugênia Thereza "Chega-nos agora Diogo Poças com voz cativante e expressiva. Sua afinação tem a delicadeza exata de quem conhece música e seu timbre melodioso revela sua identidade carinhosamente masculina e única".

Essa é a segunda vez que Diogo é dirigido por Eugênia Thereza de Andrade, Diretora de Teatro e que tem se destacado dirigindo shows como o "Soneto" de Mônica Salmaso no SESC Vila Mariana e "Ná Canta o Brasil" no SESC Pompéia.

Os músicos que o acompanham nessa apresentação são: Léo Mendes -Violão, Sergio Machado - Bateria, Thiago Alves - Baixo Acústico e Elétrico e os músicos cubanos Pepe Cisneros ao Piano e Luis Cabrera no Saxofone.

Diogo Poças estudou música desde criança, piano, violão e jazz. É filho de músico, o pesquisador musical Edgard Poças e irmão da cantora Céu. O cantor gravou seu disco "Tempo", produzido por ele próprio e pelo músico cubano Pepe Cisneros, agora lançado pela Warner Music.

"Diogo canta hoje com a bossa que não é velha, nem nova, mas a bossa nossa, brasileira, que tem no seu DNA a melancolia do fado português, a malícia sensual, lúdica do samba criado por um povo que diante das dificuldades, desenvolveu o humor e a criatividade na música e na vida", complementa Eugênia.

Repertório do show "Tempo"

Pedacinho de vida (Diogo Poças e Jessé Santo):
Carioquinha (Diogo e Edgard Poças):
Chumbo Quente (Diogo Poças)
A Linha e o Linho (Gilberto Gil):
Saudades do Brasil em Portugal (Vinicius e Homem Santo)
Nada que te diz respeito (Diogo e Jessé Santo)
Felicidade (Braguinha)
Maria Joana (Sidnei Miller)
A Vizinha de frente (Diogo e André Caccia Bava)
Astronauta (Baden e Vinicius):
Tempo (Diogo Poças)

Ficha técnica

Direção: Eugênia Thereza de Andrade
Cantor: Diogo Poças
Acompanhado dos músicos
Piano: Pepe Cisneros
Violão (cordas): Léo Mendes
Bateria: Sergio Carvalho
Sax: Luis Cabrera
Baixo Acústico e Elétrico: Thiago Alves
Produção: Jogo Estúdio - Messias Lima
Assessoria de imprensa: Marra Assessoria de Comunicação Ltda

SHOW - TEMPO, DE DIOGO POÇAS

Data: 27 de agosto de 2009 - Quinta-feira - às 20hs.
Local: SESC - Pinheiros -Auditório - 3º andar
Capacidade: 101 lugares
Endereço: Rua Paes Leme, 195 - Pinheiros - São Paulo - SP - CEP 05424-150
Telefone: 11 3095-9400 - Fax: 11 3095-9402
Mais informações pelo e-mail: email@pinheiros.sescsp.org.br
Recomendação etária: Não recomendado para menores de 10 anos
Duração: 80 min
Preços: R$ 12,00 - [inteira]
R$ 6,00 - [usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, professores da rede pública de ensino e estudantes com comprovante]
R$ 3,00 - [trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes]

Assessoria de Imprensa
Marra Assessoria de Comunicação Ltda.
Tel/fax: (11) 3258-4780
Paulo Marra - marra@paulomarra.com.br
Luciano Pereira - pereira@paulomarra.com.br
http://www.paulomarra.com.br/

*
*
*
*
Publicidade:

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

ROGER E ROBSON na Festa do Peão de Barretos > 29/08

Roger & Robson prometem fazer Festa do Peão de Barretos ferver Dupla do sucesso “Linda Menina” se apresenta em dois palcos no dia 29

Naturais do ABC Paulista, Roger & Robson despontam como uma das revelações da música sertaneja no cenário nacional. Trabalhando na divulgação de seu terceiro CD, “Na Estrada”, a dupla vem marcando presença na programação das principais emissoras de rádio, além de se apresentar em importantes palcos do país.

Cantando nos bares da região em que nasceram, Roger & Robson receberam o convite para se apresentar na casa de shows Villa Country, na capital paulista. E foi através dos shows na praça sertaneja e no saloon que a dupla colecionou amigos, admiradores e fãs. Aos poucos, a trajetória dos artistas tomava o rumo do sucesso.

Roger & Robson visitaram Barretos pela primeira vez em 2006, quando começaram o trabalho de divulgação do segundo CD da carreira. Mesmo com apenas 500 cópias na mão, a dupla caiu no gosto do público, que passou a tocar suas músicas nos carros que desfilavam pela cidade.

O ano seguinte foi marcado pelo sucesso de “Seu Cuca” que agradou em cheio e começou a ser tocada em várias rádios. Mas o trabalho ainda renderia muitos frutos. Em 2008, Roger e Robson voltaram para Barretos – dessa vez contratados pela organização – e fizeram ferver o famoso Berrantão.

Ainda no mesmo ano, a dupla lançou o terceiro CD, com destaque para as músicas “Fazer Bebê”, “Você não Vale Nada”, ”Deixe Esse Cara Pra Lá” e “Apaixonado Adolescente”. O lançamento aconteceu em grande estilo: Um show marcante. Com direito a lotação esgotada na casa que os consagrou.

Em 2009, Roger & Robson ganham projeção nacional com a faixa “Linda Menina” escolhida como trilha sonora do casal Aninha e Ricardo, personagens da novela Paraíso, exibida em Rede Nacional na faixa das 18h, pela Rede Globo. Com a exposição, mais shows, aparições em programas de TV, entrevistas em emissoras de rádio.

Agosto chega e, a dupla prepara as malas para desembarcar novamente na Festa de Barretos. Com duas apresentações marcadas para o sábado, 29, Roger & Robson sobem para cantar no Palco Nativa. Depois, os artistas encerram a penúltima noite da festa sacudindo o público no Berrantão.

Com a irreverência que já se transformou em marca registrada, Roger & Robson prometem agitar a maior festa de peão do país e presentear o público com dois espetáculos inesquecíveis. E antes que alguém se pergunte de onde vem a energia para segurar a onda em uma mesma noite, a dupla responde: “Vem da nossa força interior e das pessoas que curtem o nosso som”. Com tanta disposição, não há dúvida que eles estão prontos para fazer levantar a poeira do Barretão 2009.


SERVIÇO:
Show de Roger & Robson em Barretos
Data – 29 de agosto
Horário – Palco Nativa – a partir das 20h / Berrantão – a partir das 03h
Local – Barretos – São Paulo
Endereço – Rodovia Brigadeiro Faria Lima, km 428
Informações – (17) 3321 0000 // http://www.independentes.com.br/

*
*
*
*
Publicidade:


FEIRA DA MÚSICA DE FORTALEZA - Agenda de Shows



Catorze bandas de oito estados do Brasil se apresentam no CCBNB-Fortaleza dentro da Feira da Música
Um elenco de 14 bandas oriundas de oito estados de três regiões brasileiras se apresenta no programa Cultura Musical, a ser realizado pelo Centro Cultural Banco do Nordeste-Fortaleza, dentro da agenda de shows da Feira da Música, no período de 20 a 22 deste mês (próxima quinta-feira até sábado).
A lista das bandas abrange os seguintes nomes: da região Sul – Músicas Intermináveis para Viagem (Rio Grande do Sul); do Sudeste – Fred Martins (Rio de Janeiro), e Tutu com Ovo (Espírito Santo); e do Nordeste – Opanijé (Bahia), Gunjah Reggae Band (Paraíba), Tricor (Rio Grande do Norte), Atomic Bomb Watcher, Marcos Maia Trio, Grupo de Flautas da Uece, Uro e Arsenal da Rima (Ceará), Eita Piula, Batuque Elétrico e Validuaté (Piauí).
Gratuita ao público, a série de espetáculos musicais acontecerá no cineteatro do CCBNB-Fortaleza (rua Floriano Peixoto, 941 – 2º andar – Centro – fone: (85) 3464.3108), de 12h às 14h e de 17h às 20h (quinta e sexta-feira, 20 e 21) e de 17h às 20h (no sábado, 22).

Cultura Musical na Feira da Música
O programa Cultura Musical deste mês de agosto é dedicado à Feira da Música, que em sua oitava edição, como nas anteriores, promove um grande intercâmbio de experiências sonoras.
Além da difusão da música independente de qualidade no País, a Feira contribui para a democratização de informações no setor, através de palestras, painéis e oficinas, e para incrementar negócios através do Pavilhão da Feira, com exposição de equipamentos, instrumentos e novas tecnologias.
Em parceria com a Feira da Música, o Centro Cultural Banco do Nordeste-Fortaleza disponibiliza seu palco para as apresentações dessas 14 bandas oriundas de oito estados de três regiões brasileiras.
No estande do Banco do Nordeste e do CCBNB a ser instalado no Pavilhão da Feira, serão disponibilizados, aos artistas, produtores e gestores culturais, formulários de inscrição e o edital da programação dos Centros Culturais Banco do Nordeste (Fortaleza e Cariri, no Ceará; e Sousa, na Paraíba) em 2010, cujo período de inscrição prossegue até o próximo dia 18 de setembro.

Programação do Cultura Musical na Feira da Música

20/08 – quinta-feira

12h - Eita Piula (PI)
Formado em 2001, o grupo busca promover a cultura piauiense, apresentam-se com composições singulares, bem estruturadas, arranjos sintonizados, voz e percussões peculiares, aliando o tradicional ao contemporâneo, em busca de novas sonoridades.
Contato: (86) 3235-1616 / (86) 9933-3868
e-mail: joseluiztorres@hotmail.com

13h - Atomic Bomb Watcher (CE)
Formado em 2003, atua sempre como um trio. A inspiração inicial das músicas foi o grunge e o rock alternativo, com influências de Pearl Jam, Sound Garden, Radiohead e Pink Floyd. A banda gravou três CDs demonstrativos em Fortaleza.
Contato: (85) 3081-6084 / (85) 9114-6161
e-mail: leomailto:leontelles@hotmail.com

17h - Marcos Maia Trio (CE)Músico instrumentista, compositor e arranjador, licenciado em Música pela Universidade Estadual do Ceará, onde, desde 1988, é professor. O grupo é formado por Marcos Maia no violão, e seus alunos Herlon Robson no acordeom e Fábio Amaral no baixo acústico. A apresentação do trio representa uma parceria do evento com a UECE.
Contato: (85) 8887-0177 / 3262-3240
e-mail: marcosmaia@uece.br

18h - Músicas Intermináveis para Viagem (RS)
Um rock instrumental que vai do lounge à distorção, experimentando diferentes sonoridades e ritmos (do jazz ao eletrônico). A banda estreou em 2004, e lançou o primeiro CD em 2006. Participa de festivais, fez turnê na Europa em 2008, tem músicas rodando em rádios e em trilhas para TV e cinema.
Contato: (51) 3239-9591 / (51) 9298-9591
e-mail: lauraleiner@hotmail.com / musicasinterminaveis@yahoo.com.br

19h - Gunjah Reggae Band (PB)Formada em 2002, a banda GunJah mergulha o reggae-raiz no azeite do reggae contemporâneo e adiciona uma pitadinha de sotaque nordestino. O CD da banda tem arranjos bem feitos e faixas gravadas com zelo. Um disco a ser ouvido com atenção.
Contato: (83) 3252-1164 / (83) 8808-7360
e-mail: contato@gunjah.com.br / jrts.reinaldo@hotmail.com

21/08 – sexta-feira

12h - Tutu com Ovo (ES)
A banda Tutu com Ovo é a representante do Hard Core capixaba na edição de 2009 na Feira de Música, em Fortaleza. Com nove anos de estrada, tem evoluído seu Hard Core, produzindo um som autêntico com guitarras agressivas e um vocal explosivo. Hoje, a TCO lança para o Brasil, através da Feira da Música 2009, seu primeiro álbum, “Unidos por Hard Core”.
Contato: (27) 3322-5538 / (27) 8138-9230
e-mail: wagnertrarbach@hotmail.com

13h - Grupo de Flautas da UFC (CE)A base da formação instrumental do grupo é a família das flautas doces, sendo reforçada por duas flautas transversas, dois violões e duas percussões. Tem enfocado ultimamente a música brasileira, em especial, as composições de Tom Jobim e Chico Buarque. Contato: (85) 9909-5999

17h - URO (CE)
URO é Uirá dos Reis (poeta e compositor), e existe desde 2000. Com várias apresentações no currículo, sempre misturando linguagens, URO alia sua poesia à música eletrônica e vocalizações e prefere apresentar-se em lugares escuros. Às vezes se utiliza de projeções. Tem alguns discos lançados de modo independente.
Contato: (85) 3276-5369
e-mail: srhiena@hotmail.com

18h - Batuque Elétrico (PI)Formada em 2001, resgata e inova sonoridades, baseada principalmente na força do funk e do samba-rock, fusionados com a bossa nova, o maracatu, o soul, o baião e o reggae. Entoadas pela ginga das batucadas percussivas e letras-poesias marcantes, as músicas do Batuque Elétrico dançam e convidam a dançar.
Contato: (86) 3213-2918 / (86) 8852-1813
e-mail: ricardototte@hotmail.com




19 h - Fred Martins (RJ) - fotoFred Martins é apontado pela crítica especializada com um dos mais representativos artistas de sua geração. Vencedor do último Prêmio Visa – Compositores por unanimidade de júri e voto popular, Fred tem quatro CDs lançados e várias de suas canções gravadas por grandes nomes de nossa música como Ney Matogrosso, Maria Rita e Zélia Duncan, entre outros.
Contato: (85) 3267-8061 / (85) 9117-2716/ 9961-6069
e-mail: lyanagarcia@fortalnet.com.br

22/08 – sábado
16h - Validuaté (PI)Seu segundo trabalho, o disco Alegria Girar (selo Bumba Records) é recheado de boas referências da cultura nacional e grandes participações como Lirinha (Cordel do Fogo Encantado), o cantor e ator Zéu Britto e o grande ator/dublador Isaac Bardavid. Um trabalho leve e consistente, cheio de inventividade e pujança.
Contato: (86) 9411.1262
e-mail: zecomz2@yahoo.com.br

17h - Arsenal da Rima (CE)
O grupo cearense e vem conquistando seu espaço na cena nacional, desenvolvendo um trabalho autoral e independente que traz aos palcos uma espetacular performance com batidas eletrônicas e violão. Suas produções resgatam a essência poética da música popular brasileira unindo sempre a satisfação sonora ao impacto visual.
Contato: (85) 3265-1630 / (85) 8748-6952
e-mail: feliperima_@hotmail.com

18h - Tricor (RN)
Focado em um duo de vozes e guitarras distorcidas, a banda de pop rock é comandada por duas mulheres nos vocais. Conquistou um espaço considerável no cenário musical potiguar, assim como um público cativo. Após o lançamento do seu primeiro CD em 2008, o público da banda marca ainda mais presença em seus shows, para ouvir e cantar junto as suas canções.
Contato: (84) 3217-9495 / (84) 8851-1040
e-mail: ferada@hotmail.com

19h - Opanijé (BA)O grupo de RAP OPANIJÉ – Organização Popular Africana Negros Invertendo o Jogo Excludente surgiu no final de 2005, com a proposta de fazer um estilo próprio de RAP com letras autorais que exaltam a cultura negra e a ancestralidade africana. O grupo une o que existe de mais tradicional na cultura afro-baiana com o que há de mais moderno na tendência musical contemporânea, como samplers e efeitos/batidas eletrônicas.
Contato: (71) 3331-4351 / (71) 9136-8224
e-mail: contato@cadamacaco.com.br / sora@cadamacaco.com.br
*
*
*
Publicidade:













Matheus Herriez se apresenta no Na Mata Café > 21/08


Matheus Herriez começou a cantar ainda criança, aos 12 anos, na igreja. Autodidata, toca gaita e violão, além de compor grande parte de suas músicas. O primeiro trabalho solo, Ser o Que Sou, traz 12 faixas, dez assinadas pelo cantor em parceria com outros artistas. Dia 21 de agosto, sexta-feira, Matheus sobe ao palco do Na Mata Café para apresentar o álbum de estreia ao público paulistano.
O nome do CD não foi escolhido ao acaso: em carreira solo, Matheus se mostra à vontade nos palcos e apresenta repertório autoral, além de participação na produção do disco. A experiência que demonstra vem de muitos shows pela noite de São Paulo, quando ainda tocava sucessos nacionais e internacionais em casas noturnas da cidade.
Matheus foi escolhido entre 34 mil candidatos no reality show Pop Stars, e fez parte do Br´oz, que vendeu mais de 400 mil discos e estourou em todo País. Em fevereiro de 2008, foi aprovado em rigorosa seleção e surpreendeu o público atuando como protagonista em um dos mais renomados musicais da Broadway, Aida. Foram dois meses em cartaz no Teatro Cultura Artística, em São Paulo e, além de atuar, Matheus interpretava canções de nomes como Elton John.
Ser O Que Sou mostra um cantor eclético e talentoso, a sonoridade é moderna e contagiante, uma viagem que vai dos arranjos simples do acústico ao dançante do eletrônico. Com uma proposta nova, Matheus Herriez chega à carreira solo com energia e ótima formação musical. Produzido pelo próprio cantor em parceria com Rique Azevedo, o primeiro CD surpreende alguns, e reafirma o talento do artista para quem já acompanhava sua carreira.
*

Serviço:
Matheus Herriez no Na Mata Café
Data: 21/8, sexta-feira
Local: Na Mata Café
Endereço: Rua da Mata , 70 - Itaim Bibi
Ingressos: R$ 30,00
Informações: (11) 3079-0300
www.namata.com.br
18 anos

www.myspace.com/matheusherriez

*


Assista Matheus Herriez no Youtube:






*
*
*
*
Publicidade:



Pierrot e Colombina no Teatro FECAP > 21, 22 e 23/08


Marcelo Quintanilha e Vânia Abreu interpretam canções carnavalescas em três shows no Teatro FECAP
Pierrot e Colombina é o título do show que os artistas Marcelo Quintanilha e Vania Abreu apresentam no Teatro FECAP (Av. Liberdade, 532 - Liberdade - tel: 2626-0929– www.teatrofecap.com.br), nos dias 21, 22 e 23 de agosto. Baseado no cd homônimo, lançado em fevereiro de 2006 pelo selo YBrazil, produzido por Maurício Tagliari e co-produzido por Marcelo Quintanilha, o show é um minucioso trabalho de pesquisa e de reinterpretação musical sobre as canções brasileiras que falam de nossa maior festa popular, o carnaval.

Foliões confessos, Vania Abreu e Marcelo Quintanilha sempre assumiram possuir um envolvimento todo especial com essa festa, que de certa maneira fez parte do encontro entre os dois, e continua fazendo, ano a ano, parte de suas vidas. Chico Buarque, Edu Lobo, Gilberto Gil, Vinicius de Moraes, Tom Jobim, Caetano Veloso e Ary Barroso são alguns dos compositores presentes nesse repertório, cantado hora por um, hora por outro e hora em duo pelo casal.

O roteiro do show obedece a uma linha cronológica que compreende, de acordo com a temática de cada canção, a ansiedade da espera; diversas situações vividas durante o carnaval; a saudade e lembranças que restam após a quarta-feira de cinzas e outra vez, a mesma ansiedade pela espera do próximo carnaval. O espetáculo conta ainda com a presença de dois atores: Rafael Magalhães e Diana Ramos, ambos do grupo Oco Teatro Laboratório, interpretando clowns, figuras da pantomina (arte da mímica) descendentes do Pierrot. O roteiro é assinado por Vania e Marcelo, que assina também a direção musical junto a Rudnei Monteiro.

No palco, Vânia e Marcelo são acompanhados pela banda formada por Rudnei Monteiro (violões), Jelber Oliveira (acordeon e teclado), Dino Barioni (violão, bandolim e cavaquinho), Xinho Rodrigues (contrabaixo), Chrys Galante (percussão) e Marco da Costa (bateria). O figurino dos dois artistas é de Caio da Rocha, a iluminação de Silvestre J.R, a criação do cenário é de Vania Abreu e Maria Dressler e a direção de arte do espetáculo do diretor cubano Luiz Alberto Alonso (diretor do Oco Teatro Laboratório). Um espetáculo tocante de música, que prevê a ambientação sonora do local das apresentações, (antes e depois de cada show), com um repertório formado pelo universo sob o qual navegou a história da música popular brasileira.

O TEATRO FECAP

O Teatro FECAP é o espaço da música brasileira em São Paulo. Desde a sua inauguração em setembro de 2006, com quatro semanas de shows de Paulinho da Viola, o Teatro FECAP vem apresentando o melhor da música brasileira em seus diversos gêneros, quase sempre com espetáculos especialmente concebidos, que se beneficiam de sua extraordinária acústica e aparelhagem sonora.

Entre os artistas que passaram por seu palco estão: Rosa Passos, João Bosco, Martinho da Vila, Arnaldo Antunes, Roberta Sá, Tânia Maria, Eduardo Gudin & Leila Pinheiro, Raul de Souza, Roberto Menescal & Andy Summers, Mônica Salmaso & Pau Brasil, Toninho Ferragutti, Joyce, Ângela RoRo, Quarteto Maogani, Proveta, Cristina Buarque & Terreiro Grande, Germano Mathias, Mario Adnet, Proveta, Ângela Ro Ro, Boca Livre, Chico César, Teresa Cristina & Grupo Semente, Toninho Horta, Pife Muderno, Leny Andrade, Quinteto Violado, Nana Vasconcelos & Yamandú Costa, Altamiro Carrilho e Dominguinhos.

Ficha técnica do Teatro FECAP: Homero Ferreira (Direção artística), Américo Marques da Costa (Direção de produção), Thyago Bráulio (Produção executiva), David Alexandre e Camila Speciali (Produção executiva), Alberto Ranellucci (som), Carlos Rocha (som), Rafael Valim (som), Silvestre J. R. e equipe (iluminação), Valéria Marchesoni (design gráfico).

Marcelo Quintanilha e Vania Abreu em PIERROT E COLOMBINA no Teatro FECAP – Serviço
Local: Teatro FECAP (Av. Liberdade, 532, tel. 2626-0929 - www.teatrofecap.com.br)
Datas e horários: 21 a 23 de agosto – sexta e sábado, 21h; domingo, 19h
Lotação: 400 lugares
Duração: 90 minutos
Preços: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)
Bilheteria: de terça a sábado, das 14h às 21h; domingo, das 14h às 19h, no próprio teatro.
Internet: www.teatrofecap.com.br
Central de Ingressos: através do telefone (11) 2626-0929. De segunda a domingo das 9h às 21h.
(Cartão de Crédito: Master, Visa e Dinners).
Estacionamento c/ manobrista: R$ 12,00
Recomendado para maiores de 12 anos
Acesso para deficientes físicos
Teatro: Ar condicionado e wine bar
Mais informações: (11) 2626-0929

*
*
*
*
Publicidade:


LIVRO “RAUL SEIXAS - METAMORFOSE AMBULANTE” SERÁ LANÇADO NA GALERIA DO ROCK NOS 20 ANOS DE MORTE DO CANTOR

Vinte anos após a morte de Raul Seixas, o compositor e cantor que revolucionou o rock brasileiro será homenageado com o lançamento do livro “Raul Seixas - Metamorfose ambulante” dos autores Mario Lucena, Laura Hokan e Igor Zinza, com coordenação de Sylvio Passos, presidente do fã-clube do Raul, sábado – dia 22 de agosto – na Galeria do Rock – centro de S.Paulo.
O livro é resultado de uma ampla pesquisa sobre os conceitos filosóficos que Raul Seixas usava em suas músicas e cultuava como o niilista do século 19, Arthur Schopenhauer; o hermético Crowley, do século 20, já na fase com Paulo Coelho; e Sartre. “Toda influência está na obra de Raul, nas músicas que marcaram sua trajetória: do Trem 103 (1968), Mosca na Sopa (1973) até Nuit (gravada em 1989, ano da sua morte). Ele ainda mostrou a utopia de uma sociedade kavernista (1971) até a sociedade alternativa em 1977 – um lugar mágico comoo castelo de Hogwarts de Harry Porter. Vinte anos depois da sua morte, continuamos descobrindo Raul Seixas – ver, entender e compreender o homem por trás do Maluco Beleza”, diz Mario Lucena.
O livro traz como brinde, o CD Alquimia da compositora e cantora portuguesa Carina Freitas. O livro será vendido em banca de jornal de todo o país, pelo valor de R$ 29,90.
O lançamento faz parte das homenagens da Galeria do Rock, que ainda contará com um palco para apresentação artística e de ‘cover’, além da escultura de Raul Seixas feita pela artista plástica Leila Boas. Toda programação cultural é aberta ao público.

Sugestão de Pauta – Na Galeria do Rock, além do registro impresso, os fotógrafos terão imagens legais: a estátua do Raul Seixas, os fãs, os autores, a cantora portuguesa Carina Freitas e o Sylvio Passos que é presidente do fã clube do Raul. Estaremos no plantão pelo celular- 9973-1474.

FICHA TÉCNICA
Livro – “Raul Seixas - Metamorfose Ambulante”
Autores - Mário Lucena, Laura Kohan e Igor Zinza
Coordenação: Sylvio Passos Brinde - CD Alquimia de Carina Freitas Editora: B&A
Páginas: 260 Preço: RS 29,90 Venda: banca de jornal

LANÇAMENTO DO LIVRO “RAUL SEIXAS - METAMORFOSE AMBULANTE”
DIA: 22 DE AGOSTO - SÁBADO - HORA: 13H
LOCAL: GALERIA DO ROCK – RUA 24 DE MAIO, 62 CENTRO
ESTAÇÕES ANHANGABAÚ OU REPÚBLICA DO METRÔ
*
*
*
*
Publicidade:

CÓLERA: 30 ANOS SEM PARAR


No próximo sábado, dia 22 de Agosto, a banda Cólera irá marcar uma nova fase de sua longa carreira: o Hangar 110, local de memoráveis shows do grupo, será palco para a gravação do DVD de 30 anos, vídeos da tour na Europa em Out/2008, e exposições de fotos e cartazes históricos e mais 2 horas de show com setlist que irá repassar o melhor de cada época, desde 1979 até a atual. Além disso, haverá sorteio do LP alemão “The Best of”, uma coletânea com um pouco de cada álbum da banda em vinil verde e capa de papel reciclado.
Confira a programação completa e não perca, vai ser histórico!

Agrotóxico
Lançando o CD+DVD “Pelos Escombros”; vídeo documentário no telão; primeiro show no Brasil depois da tour européia (julho/agosto/09).

Excluídos
De volta aos palcos apresentando músicas inéditas do próximo CD.
Sanitarium
Abrindo a festa às 19h00

Hangar 110 – Rua Rodolfo Miranda, 110 – Metro Armênia
A casa abre às 18:30
Tel: 11 3229-7442
Ingressos: Antecipado = R$ 10 (galeria do Rock, loja 255 e Flame) – Na porta = R$ 15
Apoio: Fusa Records e Redstar Records

Cólera, o início pioneiro:
A banda surgiu em outubro de 1979, na estação São Bento do Metrô, em São Paulo. Redson no baixo e vocal; Helinho na guitarra e Pierre, na bateria.
Desde o início, conta com os irmãos Redson e Pierre: são 30 anos sem parar.
Em maio de 1980, com a participação do backing vocal Kino como “frontman”, a banda gravou uma apresentação no programa OLIMPOP (Olimpíada da Música Popular), gravação que hoje faz parte do acervo da TV Cultura e consta no documentário Botinada, produzido por Gastão Moreira para a ST2 em 2006.
Hoje, tem sua formação clássica reativada, com a volta de Val, no baixo. Foi assim que gravaram 1982, o primeiro álbum de punkrock nacional, Grito Suburbano (Punkrock discos/1982); ao lado de Inocentes e Olho Seco.
Ainda em 1982, a banda participou do festival “O Começo do Fim do Mundo” no Sesc Pompéia (SP) ao lado de outras 19 bandas do gênero como Restos de Nada, Ratos de Porão, Olho Seco, etc.
Em 1983, lançou o LP SUB, uma coletânea ao lado de RDP, Psykoze e Fogo Cruzado. O show de lançamento aconteceu no Circo Voador, RJ, tendo como abertura Os Paralamas do Sucesso, Inocentes, Coquetel Molotov e mais 13 bandas.
Em 1984, o álbum “Tente Mudar o Amanhã”, foi o primeiro lançamento do recém fundado selo “Ataque Frontal”, onde Redson era um dos sócios. Foram 7 anos de produção independente em vinil, que teve outras bandas,Grinders, Varsóvia, Kães Vadius, a coletânea Ataque Sonoro com Ratos de Porão, Lobotomia e mais 8 bandas de São Paulo, ABC e Rio de Janeiro.
Em 1985, a banda começa uma turnê pelo Brasil passando por Salvador, Curitiba, Rio de Janeiro, BH e mais 40 cidades. São Paulo teve como evento, o show de lançamento do LP Tente Mudar o Amanhã, no Teatro Lira Paulistana, onde foi registrado o álbum CÓLERA E RATOS DE PORÃO AO VIVO, álbum hoje raríssimo.
Em 1986, o segundo álbum do Cólera, “Pela Paz em Todo Mundo” foi consagrado como um dos mais importantes do estilo. Com mais de 30 mil cópias vendidas no Brasil, EUA e Europa, o álbum rendeu 2 turnês pelo Brasil e uma turnê européia (a seguir).
Em 1987, o Cólera “quebrou o muro”, sendo a primeira banda do gênero rock nacional a realizar uma tour fora do país. “Saímos do Brasil para a Europa em fevereiro de 1987, com 18 show marcados, para uma tour de 3 meses, mas o interesse lá foi tanto, que fechamos a tour com 56 shows em 10 países, durante 5 meses.” A tour passou por Alemanha, França, Bélgica, Espanha, Áustria, Dinamarca, Noruega, Países Bascos, Suíça e Holanda.
Esta quebra de barreira, permitiu a outras bandas brasileiras como Sepultura, Viper, RDP, Torture Squad, Ação Direta, Replicantes, Dead Fish e muitas outras bandas, seguirem o mapa do circuito underground europeu.
Com a influência da tour de 1987 na Europa, a banda volta ao Brasil e lança, em 1989, pela Devil Discos o álbum ativista “Verde, Não Devaste!”, outro disco temático, abrindo um assunto ainda não popular no Brasil; A ECOLOGIA!
O álbum apresenta na capa uma expressão realista da devastação, e ainda com um fanzine tamanho ofício, com os principais poluentes, formas de contaminação e de prevenção. Premiado pelos leitores de revistas de rock nos anos 90 como a melhor capa de disco independente da década.
Durante os anos 90, foram 4 turnes pelo Brasil. A quarta e mais importante, foi a tour de 20 Anos. O aniversário teve data especial em São Paulo, com show de 3 horas (3 entradas de 1 hora cada), num concerto/festa, onde foram gravados ao vivo; CD com 21 faixas, video VHS com 29 musicas, livro ilustrado e pôster. Todos os itens envoltos em uma embalagem especial (uma caixa parecida com o jogo WAR), material lançado pela Devil Discos em 2001.
Mas uma grande façanha ainda estaria por ser realizada. Em 2004, a banda realiza outra tour na Europa, com 26 shows em 7 países, em 1 mês. A tour, lançamento do álbum “Deixe a Terra em Paz!”, (Devil Discos) teve um outro lançamento, “The Best of Grito Suburbano”, pela Dirty Faces Records”. Capa de papel grosso e reciclado, encarte com a história política do Brasil durante a existência da banda e as letras, tudo traduzido em inglês. Dentro 2 vinis; 1 LP verde e 1 EP de 7” com 4 musicas ao vivo.
Ainda em 2004, pelo Brasil, o álbum “Deixe a Terra em Paz!” gerou 2 turnês nacionais, 2 clipes, palestras e muito barulho em rádios e programas de TV.
Em 2006, um registro de importância histórica em CD; “Primeiros Sintomas” resgata as 20 primeiras músicas da banda, compostas entre outubro de 1979 (mês de inicio) e abril de 1980.13 delas, até então totalmente inéditas.
Em seguida, outro lançamento comemorativo: o CD, “1.9.9.2. Mundo Mecânico, Mundo Eletrônico” split com o ep “É Natal!?”, lançado juntos num só CD, completando os lançamento em comemoração aos 25 anos da banda, tudo com muitos shows pelo Brasil.
Na estrada
2008, Oct, 3 – “Hamburg in Concert with CÓLERA from Brazil”, mais uma tour na Europa; 27 shows em 6 países, França, Bélgica, Alemanha, República Tcheca, Áustria e Finlândia.
2009 – A banda está terminando de compor 16 músicas novas que farão parte do próximo álbum; ACORDE! ACORDE! ACORDE!
O álbum é temático, com a proposta de acordar com 3 acordes!
Dentre várias sonoridades e ritmos, a banda apresentará uma sequencia de 5 faixas que, juntas, formarão a “Ópera do Chaos”. Uma ópera punk.
O material está previsto para 2009 e deve sair pela Deck Disc.

”30 ANOS SEM PARAR”Este é o título da tour que a banda começou desde janeiro de 2009, por Jundiaí (SP), e já passou por Campinas, Manaus, Curitiba e São Paulo, Rio de Janeiro, Cabo Frio, Nova Friburgo, Jaraguá do Sul, Balneário Camboriu, Porto Alegre, Caxias do Sul, Piracicaba e, ainda tem mais 7 estados para percorrer no segundo semestre.
Na tour, a banda apresenta um pouco da sonoridade de cada época, um apanhado de músicas desde os primeiros álbuns até o mais recente, Deixe a Terra em Paz!, e ainda incluindo uma ou duas inéditas que estarão no próximo álbum, “ACORDE ACORDE ACORDE”
A discografia completa da banda está no site: www.colera.org
Formação:
Redson – vocal e guitarra
Pierre – bateria
Val – baixo

Assista o vídeo da Banda:

terça-feira, 18 de agosto de 2009

FESTIVAL UNIVERSITÁRIO DE MÚSICA

Foi dada a largada para o maior festival de música universitária!
O FUN MUSIC 2009 surge no meio universitário como plataforma para que a galera possa apresentar trabalhos na área de música. O projeto é inspirado na disputa saudável dos jogos universitários e no exemplo deixado pelos consagrados festivais da década de 60, 70 e 80. O objetivo é revelar talentos para o mercado artístico.
INSCREVA-SE JÁ http://www.funmusic.com.br/




Acesse : www.festivaisdobrasil.com.br
O maior portal brasileiro especializado em festivais



*
*
*
*
Publicidade:

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Nasi estreia primeiro longa como ator principal em festival

A primeira experiência de Nasi, ex-vocalista do Ira!, como ator será exibida no 4 Festival do Paraná de Cinema Brasileiro Latino, que acontece de 5 a 11 de Outubro, no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba. O longa Sem Fio concorre ao Prêmio Araucária de Ouro.
O filme foi produzido pela Reticom Filmes em parceria com a Escola de Cinema e dirigido por Tiaraju Aronovich. O cantor foi escolhido para dar vida a Castro, personagem difícil e arredio que tomou emprestado sua personalidade forte e marcante. Sem Fio foi a primeira experiência de Nasi como ator num longa e sua atuação foi surpreendente. Além dele, estão no elenco Leopoldo Pacheco e Amanda Maya.

O Festival do Paraná de Cinema é jovem, está em sua quarta edição e busca definir seu caminho dentre os festivais que honram a cultura audiovisual de nosso país. A ideia é premiar os empreendedores, artistas e produtores da área de cinema, que investem com tenacidade no campo do audiovisual cinematográfico.
http://www.nasioficial.com.br/
http://www.festivaldecinema.pr.gov.br/
http://www.semfioofilme.com.br/
*
SINOPSE DO FILME - Castro, um mentiroso raivoso e viciado em cocaína que é casado com Marisa, uma mulher insatisfeita e entediada com sua fastidiosa rotina de trabalho; Carlos, neurórico e com sérios problemas de auto-estima, e Patrícia, uma intelectualóide com discursos filosóficos confusos e inconsistentes, formam um casal que quer viver junto, mas continuar distante; Helô, uma patricinha típica que se apaixona por Juliano, um ladrão de celulares e campeão de torneios clandestinos de vale-tudo, uma figura raivosa que resolve a vida na porrada e com sangue nos olhos (pois, assim, ele enxerga melhor) e que trabalha, cheira, rouba, agride o mundo com a ajuda de Luz, uma baixinha invocada e autoritária, Xará, um lutador de nariz e temperamento nervosos, e, finalmente, Herodson, morador de favela carapicuibense que vive numa família em lenta desintegração; Ana e Bia, duas gêmeas sulistas que levam suas vidinhas medíocres entre seu apartamento mofado e frio e a loja de celulares onde trabalham, e que logo terão suas vidas transformadas por duas estranhas figuras: elas mesmas. As coisas de sempre com as pessoas de nunca. Vidas cruzadas em linhas cruzadas. Todas essas pessoas se cruzam e desentendem-se, pelo telefone e fora dele, numa intrincada teia de relacionamentos mal-sucedidos, permeados pela hipocrisia e pela mentira. Não há tecnologia que diminua a influência da miséria humana em nossas vidas. Perto do fio, longe do coração.
*
*
*
*
Publicidade:

BANDA HÓRI LANÇA SEU PRIMEIRO CD NO MY SPACE

A Banda Hóri, a nova sensação do Pop Rock nacional, fará lançamento virtual do seu primeiro CD na internet. A partir desta segunda-feira, dia 17.08, o Álbum inédito, “Hóri”, está disponível, por uma semana (até o dia 24.08), no My Space da banda (www.myspace.com/bandahori), com as 12 faixas do CD na integra.

Os integrantes da banda, Fiuk (vocal), Xande (bateria), Max (guitarra), Fê Campos (baixo) e Renan (guitarra) acreditam que a internet hoje é um dos meios mais eficazes de divulgação. “Hoje em dia a maioria das pessoas já tem acesso à internet. Percebemos que o nosso público responde bem às nossas divulgações na rede. Achamos bem bacana a idéia desse lançamento virtual. Não vemos a hora de ter nossas músicas bombando por aí”, diz Fiuk.

Às vésperas da chegada do CD às lojas, algumas músicas já estouraram na internet, como “Segredo” (faixa 1), a “A Paz” (faixa 3) e “23 de Novembro” (faixa 6). As outras músicas do CD são: “Quando Você Voltar” (faixa 2), “Circus” (faixa 4), “Ela” (faixa 5), “O Que Eu Sonhava” (faixa 7), “Verdade” (faixa 8), “Medo, Sonhos e Coragem” (faixa 9), “Foi Melhor” (faixa 10), “Talvez” (faixa 11) e “Felicidade, Paz e Harmonia” (faixa 12).
*
*
*
*
Publicidade:

domingo, 16 de agosto de 2009

EXPOMUSIC IMPULSIONA A MUSICALIZAÇÃO NAS ESCOLAS

A Expomusic será a mola propulsora da mudança cultural que passará o país em virtude da Lei 11.769, que obriga a inclusão do ensino musical na disciplina de Artes do Ensino Básico.
“A Feira será um grande agito e iniciará o movimento que trará de volta o que nos foi tirado há muitos anos – o aprender música na escola. Existem cerca de 50 milhões de crianças que poderiam estar praticando música e encontrado formas de se se desenvolver melhor”, afirma Synésio Batista da Costa, presidente da Abemúsica.

O impacto que o retorno do ensino musical nas escolas trará é imensurável. Pelo menos dois milhões de professores serão reciclados ou contratados. A música é um instrumento para o processo musical no sentido de estimular o aluno a render mais em vários aspectos. “Muito material didático será produzido, empregos serão gerados, cursos para professores. É um marco, uma mudança comportamental que estamos vendo nascer” afirma Synésio.

Para se ter uma ideia do tamanho desse novo mercado, um levantamento feito há cinco anos mostrou que dois milhões de jovens estudam música. O ano de 2009 deve fechar com cinco milhões. Com a volta da obrigatoriedade do ensino musical este número saltará para pelo menos 34 milhões de alunos. É um movimento da sociedade.

A Abemúsica vai ao encontro desse movimento, construindo a Fundação Abemúsica pela prática musical. “Ela nasce junto com a obrigatoriedade da música na escola”, fala Synésio.

A Expomusic foi escolhida como carro-chefe desse movimento por ser o evento mais significativo do setor. A Feira é a quinta maior do mundo e seu diferencial em relação às outras está pelo fato de não ser apenas um evento de negócios, abrindo espaço para a presença dos aficionados e músicos em geral. “É o maior evento da música”, diz o presidente da Abemúsica.


26ª EXPOMUSIC, FEIRA INTERNACIONAL DA MÚSICA, Instrumentos Musicais, Áudio, Iluminação e Afins

Quando: 23 e 24 de setembro - somente para profissionais do setor - 13 às 21 horas – acesso exclusivamente com CONVITES.
- 25, 26 e 27 de setembro - aberto ao público - 13 às 21 horas, com BILHETERIA.
Onde: Pavilhões do Expo Center Norte
Rua José Bernardo Pinto, 333, Vila Guilherme - São Paulo - SP – Brasil
Ingressos para o público (dias 25, 26 e 27): R$ 15,00

Menores de 12 anos, pessoas acima de 65 anos e pessoas portadoras de necessidades especiais não pagam ingresso.
http://www.expomusic.com.br/
*
*
*
*
Publicidade:

Lorenzetti apresenta “Concertos Internacionais”


Em agosto, a apresentação será da orquestra polonesa Capella Bydgostiensis*
Com o objetivo de ampliar o acesso do público à música clássica, a Lorenzetti, empresa fabricante de chuveiros, metais, aquecedores e purificadores, apresenta a temporada 2009 da série “Concertos Internacionais”. O projeto oferece grande número de concertos de alta qualidade e realiza uma intensa programação, cujo intuito é levar qualidade artística a vários tipos de público.

Ao todo são oito grupos internacionais que se apresentarão no Grande Auditório do Museu de Arte de São Paulo (MASP). Três concertos já ocorreram e o próximo encontro está marcado para o dia 18/08, quando se apresentará a orquestra polonesa Capella Bydgostiensis.

“O projeto (Concertos Internacionais) é referencia de música erudita e instrumental no Estado de São Paulo. Para a Lorenzetti, este tipo de parceria visa criar oportunidade de acesso aos bens culturais junto à comunidade”, afirma Alexandre Tambasco, gerente de marketing da Lorenzetti.

As apresentações contam com comentários do violista Marcelo Jaffé e coquetel sob o comando do chef Rosny Gerdes Filho, servido a partir das 20h e durante o intervalo. O ingresso pode ser adquirido por meio dos telefones 3284 8374 ou 3284 4217 e custam R$ 60. Estes números também estão disponíveis para mais informações sobre o evento.

A Lorenzetti também é uma das patrocinadoras do projeto “Música no Masp”, que tem como objetivo apresentar concertos semanais gratuitos. Todas as atrações acontecem no Grande Auditório do MASP, sempre às terças-feiras a partir das 12h30, com cerca de uma hora de duração.
*
Sobre a Lorenzetti
Há mais de 85 anos no mercado, a Lorenzetti, além de pioneira e líder na fabricação de chuveiros elétricos, tem se destacado por colocar à disposição dos clientes o que há de melhor em metais sanitários, aquecedores a gás, purificadores e filtros de água e capacitores. Com fábrica em São Paulo e distribuição nacional, o objetivo da empresa é oferecer produtos modernos e de qualidade desenvolvidos com a mais alta tecnologia. Mais informações sobre as linhas de produtos da Lorenzetti no site http://www.lorenzetti.com.br/
 

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Thales & Thiago – Lança o 9º. CD De Sua Carreira

A dupla sertaneja lança álbum cheio de surpresas e muito mais dançante sob a produção do músico Giuliano e apoio do Grupo Bar Brahma
Thales & Thiago lança o 9º CD de sua carreira, de nome homônimo, que marca uma grande virada na carreira dessa dupla que já está na estrada há mais de 10 anos, eles que sempre foram conhecidos pelas letras e ritmos românticos apresentam um trabalho ousado, muito mais animado e dançante seja pelas composições ou cadência das melodias. Os carros chefes representam bem esse novo momento, Baladeiro, 3ª. faixa, transparece alegria por meio dos versos “Porque eu sou baladeiro, de janeiro a janeiro” e em Já Tem Outra Em Seu Lugar, 1ª. faixa, muita auto-estima “Meu bem, nem vem que a fila andou e já tem outra em seu lugar”.
Mas, acima de tudo a dupla demonstra um momento muito mais maduro em todos os sentidos, na produção, na escolha do repertório, arranjos musicais, além do fato de grande das composições serem criações de Thales, que acaba de se formar em Letras.
Num primeiro momento as canções podem receber o rótulo de apenas “sertanejas”, mas vai muito além, cada uma delas tanto as mais românticas Uma Noite e Nada Mais e Nossa Estação ou as mais animadas como Cachaça com Limão trazem todas as vertentes desse tradicional estilo brasileiro, chegando até a ter um toque de forró, em especial na Deixa a Pipoca Arrebentar, que recebeu arranjos do grupo “Tradição”.
O álbum possuí 14 faixas, sendo 12 delas inéditas e duas releituras Bebendo de Bar em Bar, do disco “Thales & Thiago e Amigos” e Deixa a Pipoca Arrebentar que já foi gravada por Lucas e Luan.
A produção musical ficou por conta do cantor e compositor Giuliano, da dupla Luiz Cláudio & Giuliano, e na banda músicos de grande prestígio, como: Igor Fratucello (bateria), Alan Daniel (baixo), Josué Godoy (Teclados), André Mineiro (Percussão) Augostinho Hipólito (Acordeon), Giuliano (Violão / Guitarra) e Beto Gigliotti (guitarra).
Este álbum vem para consagrar à dupla, com músicas para não parar de dançar do começo ao fim.

Acesse: www.thalesethiago.com.br


Faixas do CD:
1-JA TEM OUTRO EM SEU LUGAR – 2`58”
2-FALA COMIGO - 02`50”
3-BALADEIRO – 02`43”
4-JOGO DO AMOR [AVELÃ] – 02`55”
5-NOSSA ESTAÇAO – 02`53”
6-CACHAÇA COM LIMÃO – 03`00”
7-MENTIROSA – 03`23”
8-UMA NOITE E NADA MAIS – 03`37”
9-AMIZADE QUE VIROU PAIXÃO – 03`17”
10-BEBENDO DE BAR EM BAR – 03’05”
11-DEIXA A PIPOCA ARREBENTAR – 03’05”
12-VOCÊ É DEMAIS – 03`22”
13-MELHOR DEIXAR ACONTECER – 03`00”
14-CHORAR PRA QUÊ? - 02’56”

Mais Sobre Thales & Thiago
A história dessa dupla formada por Thales, Ricardo Benedito Marques Magalhães, natural de Barretos/SP, e Thiago, Leonardo de Oliveira Ramos, de Campina Verde/MG, começou em 1992 no período em que participaram da banda ‘Projeto N’, que tocava pop/rock, após algum tempo, desfeita a banda, cada um tomou rumo diferente.
Mas, Em 1997 o acaso uniu esses dois jovens talentosos. Thiago, a primeira voz, havia marcado um show solo na cidade de Barretos e estava apreensivo, sabia que precisa de um acompanhamento, foi então que encontrou o parceiro Thales, que havia acabado de desfazer uma dupla, e o convidou para o show. Há tempos Thales pensava no nome bíblico “Thiago” para nomear uma dupla e também no nome de uma dupla chamada “Thales e Douglas”, e da junção das duas idéias nascia a dupla Thales & Thiago, no dia 17/09/97.
De lá para cá não pararam mais ao total lançaram 9 CD`s e um DVD, são eles: Pensando em Você (1999); Separados (2000); Volta (2001); Acústico e Ao Vivo (2003); Aparências (2004); Universitário Acústico Ao Vivo (2005); Perfil (2006); Thales & Thiago e Amigos (2007) e o recém lançado CD “Thales & Thiago ao Vivo no estúdio”, dirigido pelo músico produtor Giuliano que já trabalhou com nomes de grande nome no cenário musical nacional como Bruno & Marrone, Gian e Giovani, Mato Grosso e Mathias, Guilherme e Santiago, além do grupo Asa de Águia e da cantora Roberta Miranda.
Além de já terem feito parcerias com referências musicais, entre eles: Chico Amado e Xodó, Lucas e Luan, Aladim, Duduca e Dalvam, Zé Henrique e Gabriel e o sambista Royce do Cavaco.
Entre suas conquistas estão a parceria com “Os Independentes” desde 2002, o que os tornou dupla oficial da Festa do Peão em várias cidades do interior de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Goiás e Rio Grande do Sul, além de suas capitais, onde foram chamados de “Os Meninos de Barretos”, e o acordo com o frigorífico JBS Friboi, que usou a canção “Diferentemente Lindo” da dupla como trilha sonora na campanha dos produtos de beleza Albany por um ano, onde tal amizade dura até hoje.
*
O lançamento do novo CD será dia 22 de agosto na 54a. Festa do Peão de Barretos.

Clique e faça download gratuíto da canção "Baladeiro"
http://www.4shared.com/file/119659062/41491453/Thales_e_Thiago_-_Baladeiro.html

Clique e faça download gratuíto da canção "Já Tem Outra em Seu Lugar"
http://www.4shared.com/file/119665180/3d70f7ae/Thales_e_Thiago_-_J_Tem_Outra_em_Seu_Lugar.html
*
*
*
Publicidade:













A sonoridade do tango e obras de Piazzolla dão o tom a concerto da série Piano na Praça > 15/08

Consagrado pianista argentino, Pablo Ziegler, faz apresentação grátis na Praça Dom José Gaspar, dia 15 de agosto. Pedro Henrique Calhao toca no mesmo dia.

A série Piano na Praça, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, apresenta, no dia 15 de agosto (sábado), concerto dois pianistas de nacionalidade distintas, mas com a mesma paixão pelo tango. O argentino Pablo Ziegler, discípulo e recriador da obra de Astor Piazzolla, toca às 16 horas, mas a tarde musical tem início, às 15 horas, com apresentação do matogrossense Pedro Henrique Calhao.

O projeto Piano na Praça acontece, ao ar livre, na Praça Dom José Gaspar a cada 15 dias, sempre apresentado pianistas de expressão nacional e internacional, tanto no âmbito popular quanto erudito.

O programa de Pablo Ziegler – que integrou o grupo de Piazzolla por 10 anos - inclui ”Soledad”, de Carlos Gardel, “Elegia Sobre Adios Nonino”, parceria sua com Astor Piazzolla, e várias outras do mestre do tango como “Revirado”, “Chiquilin de Bachin”, “Decarissimo”, “2 Cadencias Sobre Adios Nonino”, “Libertango” e “Oblivion”. Temas autorais de Ziegler completam o roteiro: “Sandunga”, “La Rayuela”, “Pajaro Angel” e “Elegante Canyenguito”. *
*
Pedro Henrique Calhao interpreta “Mala Yunta” (Julio de Caro), “Bailecito” (C. Guastavino), “A Fuego Lento” (H. Salgan), “La Cumparsita” (H. Rodriguez) e “Por Una Cabeza” (C. Gardel), além de várias composições de Astor Piazzolla: “Lo Que Vendra”, “Violentango”, “Milonga Del Angel”, “S.V.P”, “Fuga Nueve”, “Onda Nueve”, “Primavera Porteña”, “Invierno Porteño” e “Balada Para un Loco”.

Série: Piano na Praça
Dia 15 de agosto de 2009 – sábado
15 horas: Pedro Henrique Calhao
16 horas: Pablo Ziegler
Praça Dom José Gaspar, s/nº - Centro – São Paulo/SP – Metrô República
Concerto o ar livre – Grátis – Informações: (11) 3397-0160
Nº lugares: 300 cadeiras

Pablo Ziegler - www.pabloziegler.com

Pablo Ziegler começou a tocar repertório clássico com 14 anos. No início dos anos 60, influenciado pela variedade de jazz, e bobop e dixieland, criou o Pablo Ziegler Trio que refletiu sua história musical por meio de arranjos jazzísticos para música clássica. Com o trio fez importantes espetáculos na Alemanha, Áustria, Dinamarca, Inglaterra, Suécia, Eslovénia, França, Luxemburgo, Espanha, Itália e Grécia.

Nascido em Buenos Aires (Argentina), o pianista, compositor e arranjador Pablo Ziegler, ganhador do Grammy Latino, atuou por 10 anos no quinteto de Astor Piazzolla, viajando pela Europa, Japão e Estados Unidos com importantes apresentações em eventos como Montreal Jazz Festival, Nice Jazz Festival, Sapporo Jazz Festival, Central Park Summer Stage e Festival de Istambul, entre outros. A música de Piazzola o inspirou a formar seu próprio Quarteto Para Novo Tango, em 1990, que combinou o clássico tango com improvisações do jazz, algo pouco comum na época. Seu desempenho com o grupo no Carnegie Hall foi gravado, indo ao ar durante seis meses na Rede PBS.

Ziegler também tem atuado junto à Real Filarmônica de Londres, Sinfônica de Sydney, Orquestra Sinfônica de Stavanger da Noruega, Filarmônica do México e Banda Sinfônica do Estado de São Paulo Estado. Foi maestro e diretor musical da ópera Maria de Buenos Aires, de Astor Piazzolla, na qual também tocou; participou do Música das Américas, em Washington, onde foi homenageado pela sua contribuição à evolução do tango; e, desde 2002, Pablo Ziegler e seu quarteto se apresentam, uma vez por ano, no Jazz Standard, em Nova York, com participação de convidados de renome. Solista em inúmeros concertos e espetáculos musicais, o pianista marcou presença no Festival de Piano de Manchester, Reino Unido, e em festivais de jazz no Uruguai e na Suíça; já fez 17 turnês pela Europa e importantes apresentações nos Estados Unidos, Tel Aviv e Jerusalém (Israel).

Em 1998, gravou Tango Rromances (BMG), com a Orquestra de Câmara Orfeu. Em 2007, lançou dois CDs ao vivo: Buenos Aires Report (Saphrane) com o guitarrista Quique Sinesi e o bandoneonista Walter Castro, indicado ao Grammy Latino 2008, e Tango & All That Jazz com standards de jazz, junto com o Pablo Ziegler Quarteto e Stefon Harris. Sua discografia inclui também Tango Romance, com a Orquestra de Câmara Orfeu (BMG/RCA); Los Tangueros: Os Tangos de Astor Piazzolla, duo de piano com Emanuel Ax (SONY); Asfalto: Street Tango (BMG/RCA), Pablo Ziegler Quintet For New Tango, que tem Joe Lovano como convidado (BMG/RCA); e Bajo Cero com Quique Sinesi e Walter Castro (MDR), que ganhou o Grammy Latino de Melhor Álbum Tango, em 2005. Ziegler também aparece como convidado em duas gravações de Gary Burton, Reunião Piazzolla e Libertango, e no álbum The Lost Days, do mezzo-soprano Denyce Graves.

Renee Vargas Vera afirmou em La Nación: "Pablo Ziegler é uma das vozes de Piazzolla. Porém criativo como um músico, sabe encontrar a sua própria voz para a transmissão de recriá-la em suas diversas facetas. Mas também como um compositor que poderia prolongar a estética piazzollana e se deleitar com a sua marca consagrada e de seguro sucesso, optou por se aprofundar na memória do tango e resgatar antigas vozes transformadas em novas formas e dimensões”.

UG Mauro do Diario La Capital disse: “Embora tenha uma sólida formação clássica, Ziegler, após se dedicar ao jazz, alcançou reconhecimento internacional ao integrar o grupo do lendário Astor Piazzolla. Seu talento natural para a música e sua experiência lhe permitiu ser um dos poucos pianistas que cultiva a improvisação no âmbito do tango”.

Pedro Henrique Calhao

Pedro Henrique Calhao iniciou seus estudos de piano em Cuiabá, Mato Grosso. Em 1995, ao fixar residência em São Paulo, prosseguiu sua formação musical com Sonia Muniz de Carvalho e, atualmente, com Helenice Audi. Como formação complementar foi orientado por Heitor Alimonda e Leilah Paiva (PR), Paul Ruttman e Eric Ruebner, da Hartford University (NY), Almeida Prado (SP). Durante sua formação acadêmica apresentou-se na Anglo Continental School de Londres (1995) e na Tulane University de New Orleans, USA (1997). Pedro Henrique é também bacharel em Direito, pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, e cumpre o segundo mandato como Conselheiro da Fundação Educacional, Cultural e Artística Eleazar de Carvalho. Participou do curso de Musicologia da USP, em 2007.

Com sua paixão pelo tango, encantou o público portenho em diversas passagens por Buenos Aires e o mesmo vem acontecendo em capitais brasileiras. Atua no campo da improvisação jazzística sob a orientação do maestro alemão, radicado em São Paulo, Frank Herzberg. Na Rede Globo foi indicado ao prêmio Talento Revelação 2006, quando foi veiculada entrevista à Ana Maria Braga, coordenada pela jornalista Mariana Godoy. Participou, em 2006, do Clássicos de Domingo, projeto realizado pelo Centro Cultural São Paulo, executando concerto com obras variadas. Convidado pelo projeto Música no Mube, realizou dois concertos clássicos com especial menção ao Memorial Argentina, em de 2007. Atuou na Virada Cultural de 2007, com concerto no Memorial da América Latina.
*
*
*
*
*
Publicidade:

Projeto Adoniran traz Passoca no show Breve História da Música Caipira

Foto: Gal Oppido
O Projeto Adoniran – Oito e Meia do Memorial da América Latina apresenta, no dia 20 de agosto, o show Breve História da Música Caipira com o violeiro Passoca. O espetáculo com entrada franca acontece na Sala dos Espelhos, às 20h30.

Passoca – ao som da própria viola caipira - interpreta músicas clássicas, imortalizadas por artistas integrantes do universo da viola brasileira, como Alvarenga & Ranchinho, Inezita Barroso, Raul Torres, João Pacífico e Cascatinha & Inhana, entre outros. O roteiro do show é intercalado com “causos” e fatos históricos que ajudaram a escrever história da nossa música caipira.

Um dos únicos violeiros de origem cosmopolita, Passoca acredita que para se tocar viola não é preciso ter nascido no campo, na roça, no sertão. “Basta ter sensibilidade”, diz. Ele aprendeu a tocar observando os violeiros mais experientes e ouvindo as histórias que contavam sobre o instrumento. Sua música contém a dualidade cidade/campo; a poética urbana sobre um suporte harmônico de viola caipira. Sua composição “Sonora Garoa” é um bom exemplo desta particularidade de sua arte musical.

O roteiro de Breve História da Música Caipira traz as seguintes canções: “Tristeza do Jeca” (Angelino de Oliveira), “Viola Quebrada” (Mário de Andrade), “Pingo D’Água” (João Pacífico e Raul Torres), “Cana Verde” (Tonico e Tinoco), “Marvada Pinga” (Ochelsis Laureano e Raul Torres), “Romance de Uma Caveira” (Alvarenga e Ranchinho), “Boi Barnabé” (J. Simon e Bob Nelson), “Índia” (J. Flores e Zé Fortuna), “Rio de Lágrimas” (Tião Carreiro, L. dos Santos e Piraci), “Sonora Garoa” (Passoca), “Menino da Porteira” (Teddy Vieira e Luizinho), “Comitiva Esperança” (Almir Sater e Paulo Simões) e outras.

Projeto Adoniran - Oito e Meia
Show: Passoca em Breve História da Música Caipira
Show solo de voz e viola caipira.
Dia 20 de agosto - quinta-feira – às 20h30
Memorial da América Latina – Sala dos Espelhos - www.memorial.sp.gov.br
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda/SP - Tel: (11) 3823-4600
Ingressos: Grátis (não há distribuição de ingressos; a sala será aberta às 20 horas).
Duração: 1 hora - Censura: Livre – Capacidade: 100 lugares. Ar condicionado. Acesso universal. Estacionamento (Portão 15) sem manobrista: R$ 10,00. Entrada/pedestres: Portão 12.
Realização: Fundação Memorial da América Latina
Produção: PG Music

Passoca

Passoca é cantor, compositor, violeiro e pintor, nascido em Santos (SP). Com mais de 30 anos de carreira, o violeiro de origem urbana é autodidata. Nos CDs Breve História da Música Caipira e Passoca Canta João Pacífico ele registra sua paixão pela viola e sua história relacionada ao instrumento. Passoca também tem um trabalho ligado ao samba paulista, que foi registrado, em 2005, no disco Passoca Canta Inéditos de Adoniran, cujo repertório é formado por sambas musicados após a morte do mestre. “Na cidade de São Paulo é quase impossível ignorar essa realidade: o caipira e o sambista (também o índio, o europeu, o africano), que sempre conviveram, desde os primórdios da nossa formação cultural”. O artista já se apresentou por quase todo o Brasil e também em países como França, Alemanha, Itália e Portugal, rompendo fronteiras com sua viola. Atualmente, vem apresentando o show Suíte da Garoa, uma coletânea de sua obra com músicas do início da carreira e canções inéditas, mais recentes, que se agrupam em pequenas suítes. O show tem como tema central sua composição mais conhecida “Sonora Garoa” (1983), além de outras como “O Relógio da Paulista” (1990) e “Rua dos Trilhos” (2004).

Projeto Adoniran – Oito e Meia

O Projeto Adoniran – Oito e Meia é uma iniciativa da Fundação Memorial da América Latina em prol da revitalização o conhecido Projeto Adoniran Barbosa, realizado entre os anos de 1990 e 2000. Em março de 2007, voltou a integrar a programação cultural da cidade de São Paulo como Projeto Adoniran – Oito e Meia e apresentou, ao longo do ano, 15 espetáculos com grandes nomes da MPB, foram eles: Toquinho, Chico César, Fátima Guedes, Arrigo Barnabé, Evinha, Vânia Bastos & Eduardo Gudin, Ná Ozzetti, Alaíde Costa & João Carlos Assis Brasil, Wagner Tiso, Célia, Zezé Motta, Suzana Salles & Arthur Nestrovski, Maria Alcina, Mônica Salmaso & Toninho Ferragutti e Demônios da Garoa.

A Edição 2008 do Projeto Adoniran realizou 19 espetáculos com artistas e grupos da música brasileira, sete deles aconteceram no Auditório Simon Bolívar (800 lugares) e 12, na Sala dos Espelhos, adaptada para receber 100 pessoas, na qual os shows são gratuitos (ingressos a R$10,00, somente para apresentações no Auditório). A cantora Dóris Monteiro estreou a programação, em fevereiro, seguida por João Bosco, Claudia Telles, Wanderléa, Maria Dapaz, Maria Martha, Boca Livre, Claudya, Adyel Silva, MPB4, Yara Marques & Banda do Atílio, Flavio Venturini, Ivete Souza, Milena, Ivan Lins, Klébi Nori, Luiz Avelima, Zé Luiz Mazziotti e Demônios da Garoa. Em 2009, o projeto estreou em março com show de Ed Motta, seguido por Tetê Espíndola & Alzira E, Fabiana Cozza, Ângela Ro Ro, Ataulpho Alves Júnior e Vania Abreu.
*
*
*
*
*
Publicidade:

SAMUEL ROSA fala sobre a sua paixão pelo futebol


Líder do Skank fala sobre a paixão pelo futebol e, em passagem por São Paulo, participa de jogo com Palmeiras antes de show

Samuel Rosa mostra que não sabe só cantar sobre futebol: o músico também bate um bolão! Durante o programa UM DIA COM, a equipe da Fashion TV Brasil registra a rotina do vocalista e seus companheiros em um dia de show. Logo depois do café da manhã, o mineiro vai ao CET do Palmeiras para disputar uma partida com a equipe técnica do time. As câmeras flagram até uma crítica direta do técnico Wanderley Luxemburgo em relação ao desempenho da banda no gramado!

Na sequência, Samuel “recarrega as baterias” numa churrascaria, com banda e jogadores. Energia, aliás, é o que o Skank esbanja à noite, empolgando a platéia. O programa finaliza mostrando o que os integrantes sabem fazer de melhor: música ao vivo.

O Programa foi ao ar no último dia 10, às 22h, e terá reapresentações na quinta-feira, dia 13, às 16h e na sexta-feira, dia 14, às 19h30.
FASHION TV BRASIL, rede de TV por assinatura com transmissão 24 horas da Turner Broadcasting System Latin America, traz uma programação baseada em estilo de vida, entretenimento e moda. A FTV BRASIL apresenta um mix de moda, turismo, gastronomia, comportamento, música e tendências de uma maneira moderna e atual. O canal está disponível em português para mais de 1,3 milhão de assinantes no Brasil, em operadoras como Sky (canal 31) e NET (canal 95).

*
*
*
*
Publicidade:


FACULDADE CANTAREIRA TRAZ MÚSICA DO IMPROVISO TODA ÚLTIMA SEXTA-FEIRA DE CADA MÊS

A partir de agosto, o Curso Superior de Música da Faculdade Cantareira dedica a última sexta-feira de cada mês para grupos que têm em suas criaçãos musicais a improvisação e a espontaneidade. O projeto, intitulado “Sexta do Improviso”, foi idealizado pelo Coordenador de Prática de Conjunto da faculdade, professor Bob Wyatt, e apresenta grupos consagrados que seguem a tradição dos grandes improvisadores de jazz e da MPB instrumental.

Confira a programação:• 28 de agosto - Regra de Três
Lupa Santiago, guitarra
Sizão Machado, contrabaixo
Bob Wyatt, bateria
Evento especial: Lançamento do CD “Novas Regras”
Inspirado pelo free jazz e com seu espírito de experimentação, o grupo mistura elementos de jazz contemporâneo e tradicional com os da música brasileira. O trio mostra uma variedade de técnicas, texturas e timbres, explorando a flexibilidade e o poder expressivo dos instrumentos. Cada uma das composições inéditas cria seu próprio ambiente sonoro.

• 25 de setembro - Paulo Malheiros Noneto
Paulo Malheiros, trombone e arranjos
Daniel D’Alcântara e Paulo Jordão, trompetes
Josué dos Santos, Clayton Souza e Manuel Neto, saxofones
Edinho Santana, piano
Thiago Alves, baixo
Cuca Teixeira, bateria
• 30 de outubro - Trio Corrente (data a confirmar)
Fabio Torres, piano
Paulo Paulelli, contrabaixo, percussão e voz
Edu Ribeiro, bateria
Formado por três grandes músicos da cena do jazz no Brasil, formam um brilhante conjunto, que utiliza seu profundo conhecimento dos ritmos brasileiros como espaço para improvisações, utilizando a linguagem do jazz, choro, samba etc.

• 27 de novembro - Bob Wyatt Quartet
Djalma Lima, guitarra
Edinho Santana, piano
Bruno Migotto, contrabaixo
Bob Wyatt, bateria
O quarteto, de altíssimo padrão de criatividade e excelência musicais, traz um estilo que intercambia Jazz, MPB e um reflexo musical da variedade, complexidade e intensidade metropolitanas presentes em São Paulo. Com composições originais e arranjos próprios de músicas conhecidas, o grupo cria um som que atravessa fronteiras culturais. Formações anteriores do quarteto destacaram grandes improvisadores, tais como Alexandre Mihanovich, Lito Robledo, Edsel Gomes, Arismar do Espirito Santo, Roberto Sion, Vinícius Dorin, Célio Barros, Alberto Luccas entre outros.
*
*
*
*
*
Publicidade:

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

ROCK CORDEL de 19 a 29/8 em Fortaleza reunirá 25 bandas de vários estados e grupos de Portugal e Argentina

Rock-Cordel Internacional reúne 25 bandas de 04 estados brasileiros e grupos de Portugal e Argentina
O evento especial Rock-Cordel Internacional promoverá o intercâmbio de experiências e saberes musicais entre 25 bandas de quatro estados brasileiros (Ceará, Pernambuco, Rio de Janeiro e Paraná), com grupos de Portugal e da Argentina. O evento acontecerá no Centro Cultural Banco do Nordeste-Fortaleza (rua Floriano Peixoto, 941 – Centro – fone: (85) 3464.3108), nos próximos dias 19, 26, 27 e 29.
Além das atrações musicais, serão realizados dois debates sobre questões ligadas à música juvenil independente, nos dias 19 e 26, tendo como convidados: o vocalista Miguel, da banda The Aster (Portugal); Felipe França, dono da Difusa Fronteira, produtora da banda Los Cocineros (Argentina); Ulisses Galetto, integrante do grupo Fato e produtor do programa radiofônico "Fora do Eixo" (PR); Diogo Strausz, integrante do grupo R. Sigma, associado à Rede Rio Música (RJ); Domingos Júnior, membro da Academia da Berlinda, ligada à Refinaria Cultural (PE); Amaudson Ximenes (músico e presidente da Associação Cultural Cearense do Rock); e Rafael Bandeira (produtor e proprietário do Hey Ho! Rock-Bar, em Fortaleza).
Nos debates serão compartilhados e discutidos temas como: panorama da cena artística de cada local; facilidades (leis de incentivo, editais, parcerias com o poder público, novas tecnologias como ferramentas para o novo artista); dificuldades (falta de espaços para esse tipo de música, ausência de políticas culturais, dificuldades na utilização de novas tecnologias etc.); e desafios: como ampliar a circulação de artistas pelo Brasil, outros países da América do Sul e a Europa?

AGENDA DE SHOWS E SINOPSES DAS BANDAS:

Dia 19, quarta-feira

12h
Di Dóris (CE)
Seu principal diferencial é a formação: quatro jovens integrantes femininas que abusam de simpatia, disciplina e, sobretudo, do talento, tendo no Pop-Rock sua principal influência. Na trajetória do grupo estão apresentações no festival Ceará Music ao lado de Lulu Santos. *
13h05
Bonecas da Barra (CE)
Influenciados por Chuck Berry, Rolling Stones e Beatles, adotam o visual chocante de astros setentistas como David Bowie, Iggy Pop e New York Dolls. Assim, apostam na energia do rock’n’roll visceral, associada a uma imagem debochada e letras sem nenhum compromisso.
* 14h10
Fato (PR) Da pesquisa e experimentação constantes, a consolidação de uma sonoridade e estilo bem peculiares. O grupo Fato mescla de forma inaudita a tradição (do Fandango do Paraná, por exemplo) com o inusitado, percorrendo uma trajetória que, a partir da visão do Sul brasileiro, abrange o Brasil moreno, urbano, rural, nordestino e muitas vezes sideral. http://www.fato.org
* 15h10
Debate "Fora do Eixo"
* 16h20
Mafalda Morfina (CE) “Pop Rock And Roll” universal através da junção de quatro instrumentistas autênticos e afinados a uma vocalista carismática e talentosa. Solos de guitarra, aliados a um vocal com timbre forte e marcante. Presentemente, divulga o primeiro CD “Sonhos Contrários”.
*
17h25
R. Sigma (RJ) - Foto: Marcelo Mattina A R. Sigma, dona de seu próprio estilo, participou de diversos eventos como o Secret Shows do MySpace (com Detonautas), Grito Rock e o Festival TIM Mada. Destaque no MySpace, no Programa de Indie, do JB Online, e em dois blogs do Produtores Toddy 2008, foi a vencedora do Festival Nokia Xpress Bands, entre duas mil inscritas.
*
*
*
18h30
Academia da Berlinda (PE) A banda pernambucana mescla boemia em forma de merengue, rumba, carimbó, cumbia, guaracha, salsa e afrobeat, a um repertório com releitura de bregas sessentistas. A Academia da Berlinda busca originalidade sonora, tocando um “brega roots” em versões criativas e inovadoras.
* Dia 26, quarta-feira *
13h
Lavage
A banda Lavage nasceu em meados de 2003 a partir de uma reunião de amigos. O objetivo é tocar rock por diversão e sem tanta responsabilidade com técnica apurada e estilos rígidos. Com estilo Punk Rock, o grupo possui três registros em CD, dois videoclipes e participação nos principais festivais locais. www.myspace.com/bandalavage
*
14h05
ANDES
A banda chegou ao cenário do rock cearense se apropriando de influências do grunge e do alternativo. Ao longo dos quatro anos de formação, mantém a proposta de levar aos festivais de Fortaleza músicas de autoria dos próprios integrantes do grupo. www.myspace.com/andesesterio
*
15h10
Nômades
Influenciados pelo Rock Nacional dos anos 1980 e pelos principais ícones do rock internacional, e homenagens a grandes nomes da música brasileira. Nesse show, o homenageado é Chico Science, ícone do movimento Manguebeat, inicia nos anos 90 na capital pernambucana e imortalizado na memória da música brasileira recente.
**
16h10
Debate “Fora do Eixo” *
17h30
Alegoria da Caverna

A banda já se apresentou nos principais festivais do Ceará, bem como em importantes eventos fora do Estado. Produziu dois videoclipes, gravou matérias para programas de TV em rede nacional, além de fazer a estréia de seu novo vocalista Zoo (ex-Jumentaparida e Bolacha Preta).
*
* *

*
18h35
Los Cocineros (A
rgentina)


Argentino, o sexteto Los Cocineros (foto) encontra-se em plena turnê pelo Nordeste do Brasil. Com cinco CDs lançados, que mesclam diferentes estilos dentro da música, passeando da milonga ao reggae, do tango ao punk-rock, com letras bem-humoradas. http://www.difusafronteira.com/

Dia 27, quinta-feira * 14h
Lovedrive (Scorpions)
Formada por músicos como Mário Miranda na bateria, Guto Costa no baixo, Edi Figueiredo e Pablo Vargas nas guitarras e Jerônimo Pires no vocal, a Lovedrive tem como proposta de trabalho executar os clássicos da banda Scorpions que atravessaram gerações com um som único e arrebatador. *
*
15h05
Love Gun (Kiss)
É fruto de um estudo minucioso na obra do KISS, a LOVE GUN KISS. No Nordeste, é o primeiro grupo de artistas a personificar os queridos integrantes do grupo. Obviamente, os artistas cearenses que estão por trás dos personagens serão mantidos em sigilo absoluto de modo a preservar toda a magia e a receita dos mestres do rock and roll.
* 15h45
Batuqueiros
Os Batuqueiros formam um grupo musical de percussão e canto fundamentado pelo estudo de manifestações culturais brasileiras.
*
16h20
Killer Queen (Queen)
Trazendo o melhor tributo do Queen na região Norte-Nordeste, a Killer Queen tem como objetivo transmitir todas as características que dão o clima de show do próprio Queen. Timbres, alta tecnologia de som, visual e indumentária similar aos integrantes originais e muita interatividade com o público tornam o espetáculo completo.
** 17h10
Tambor das Marias
O Tambor das Marias, por sua vez, tem sua tradição no tambor de crioula União de São Benedito, natural de São Luís do Maranhão, e traz um sotaque próprio, mais cadenciado, cantando toadas tradicionais do tambor de crioula, como as de entrada, de saída e de louvor a São Benedito.
**
17h25
Prowler (Iron Maiden) A banda teve início em outubro de 2008, quando Rildevar (vocalista) resolveu chamar alguns amigos dos grupos Hostile Inc., Triarchy, Aliance, Frozen Fire e Samhainfall para tocarem e homenagearem uma das maiores bandas de heavy metal do planeta, a Iron Maiden.
*
18h40
Hardvolts (AC/DC)
Com músicos escolhidos a dedo, a Hardvolts prima pela fidelidade com a qual interpreta os clássicos do AC/DC: execução, figurino e performances fiéis à original são a marca registrada da banda. A escolha do nome Hardvolts faz alusão ao estilo “Hard Rock” e à energia elétrica que impulsiona o AC/DC.
*
Dia 29, sábado
* 14h30 Et Circenses Da década de 1970 aos dias atuais, a banda Et Circenses tem como uma de suas principais referências o grupo “Os Mutantes”. Intitulado “Homônimo”, o primeiro CD foi lançado nos formatos físico e virtual, tendo sido produzido pelos músicos do Cidadão Instigado, referências da cena alternativa brasileira.
*
15h35
Thrunda A banda tem como principal influência o punk-rock brasileiro dos anos 1980 e 90, e o anglo-americano dos anos 70. Em 2007, a Thrunda lançou o primeiro CD demonstrativo, intitulado “Punk Rock na Véia”, contendo dez faixas divulgadas em eventos e publicações do gênero. www.bandasdegaragem.com.br/thrunda
*
16h40
A Trigger To Forget Mescla peso e melodia em sua proposta principal, influenciados pelo thrash metal old school, passeando pelo death metal melódico ao metal core. O resultado de tudo isso são comentários positivos em sites e revistas especializadas e convites para shows, mostras e festivais na região Norte-Nordeste.
*
17h45
Piron Heron A banda tem como proposta musical um som forte, altamente influenciado pelo velho Hardcore Melódico, porém mais moderno e pesado. Em seu currículo, além de bom conceito na cena local, duas turnês sul-americanas por países como Argentina, Chile, Paraguai, Uruguai, Peru e Bolívia.
*
18h50
The Aster (Portugal)
Quarteto de Portugal com trabalho calcado numa mistura de ritmos como o punk, vocalizações soul e sensibilidade pop, apimentado pelo electro e pelas influências dos grandes clássicos do rock. “Conceitualmente, nosso trabalho é um desafio da realidade à imaginação e à criatividade, repleto de ironia, ficção e sensualidade”, dizem os integrantes da banda.
*
*
*
*
*
*
*
Publicidade: